O primeiro e único amor lésbico

Publicado: 27 de outubro de 2013 em Bissexualidade feminina
Tags:, , , , , , , , , , ,
Um bom filme lésbico para refletir suas questões

Um bom filme lésbico para refletir suas questões

“Nunca me atraí, nem me apaixonei por outra mulher. Foi apenas ela, é apenas ela”. Essa frase já foi feita por muitas mulheres que conheço. Elas dizem que sempre se atraíram e se envolveram com homens e nunca uma mulher havia chamado a atenção delas.

Belo dia, eis que uma única mulher muda tudo o que elas pensavam sobre elas mesmas. Não sabem dizer o porquê. Explicam que não é uma questão de beleza – os alvos da atração passam longe de ser modelos. Mas aconteceu, simplesmente aconteceu.

Tentei puxar explicações em relação a isso, mas ninguém conseguiu completar um raciocínio a respeito. Continuo sem entender. Por que apenas um ser do sexo feminino conseguiu despertar o desejo lésbico em todas essas mulheres?

Parei para refletir sobre o meu próprio caso. Apesar de ter me apaixonado apenas por uma mulher – a minha namorada -, já me atraí por muitas outras (e me envolvi com elas).

É fato que nunca pensei namorar uma mulher, ter uma relação duradoura com alguém com o “mesmo corpo” que eu. Mas, no fundo, eu sabia dessa possibilidade. Talvez só não quisesse aceitar, achava que seria estranho.

Agora, nunca ter olhado para outra mulher e um dia se apaixonar por uma? Qual seria a explicação para isso? Seria o jeito da pessoa, o modo de olhar, o bom papo? Algumas pessoas citam carência e ausência de um par masculino à altura. Mas se fosse isso, como rolaria toda a química, o jogo de sedução? Não dá para um heterossexual simplesmente começar a se interessar por alguém do mesmo sexo apenas porque está carente. Ou dá?

Como eu disse, ainda não consegui entender. Deixo a vocês, que passaram ou passam por isso, essa explicação. Vamos debater.

Anúncios
comentários
  1. Carol disse:

    Você me descreveu, Amanda!! Rs Aconteceu EXATAMENTE assim comigo também. E até hoje eu não sei o porque isso foi acontecer… De verdade, eu não sei. Pensei em várias possibilidades, mas a verdade é que o que eu sentia parecia exceder qualquer possibilidade que eu arranjasse a opor, criando assim uma barreira para contradizer e me fazer acreditar que era apenas uma admiração, talvez. A química é algo surreal. Você já não sabe como esconder para si mesma que de fato passa a gostar. Agora, aquelas que não podem viver o sentimento que sentiram uma pela outra, um sentimento avassalador, de tirar as forças, te fazer chorar… Apenas seguem e, talvez, quem sabe, lá na frente descobrem se realmente foi AQUELA mulher que te abalou as estruturas, ou se foi a que te abriu os olhos para se descobrir também amando mulheres. E, mais na frente, quem sabe, uma outra não ganha o teu coração? Acredito que nunca iremos obter essa resposta, porque o coração da gente gosta do perigo, e nos bota em enrrascadas sempre kkkkk

    • blogsoubi disse:

      Que legal, Carol. Conte mais. Você nunca tinha olhado uma mulher com outros olhos? Como foi com a mulher por quem está apaixonada, como se interessou por ela?

      • Carol disse:

        Bom, Amanda, eu sempre me tive como hetero. Não digo isso para me esconder, mas sim, porque de fato eu nunca notei algum tipo de interesse por outra mulher. Já tive uma amiga que me pediu para ficar com ela e depois me pediu em namoro. Eu fiquei perplexa. Não aceitei porque eu a tinha apenas como amiga. E ela preferiu se afastar. Não serei hipócrita ao dizer que já achei algumas meninas bonitas, certamente que já, a questão é que eu não tinha tesão por elas rs. Elas nunca me atraíram sexualmente, pelo menos até onde eu sei. E com a mulher que eu me vi gostando, bem, foi AQUELA surpresa. Eu me desesperei total. Não sabia mais o que fazer da vida. Pensava muito nela, mas tinha a consciência que não daria certo por N’s motivos. Eu me deparei sentindo algo por ela no começo, e eu julgava ser admiração. Mas depois eu fui notando que a olhava muito, tinha a necessidade de estar por perto e ficava super nervosa quando a via. Eu lutei contra a possibilidade de eu estar gostando de uma mulher. E como eu lutei! Porém, chegou em um dado momento que eu não conseguia mentir sobre o que de fato me acontecia. Porque eu me sufocava com o turbilhão de sentimentos até então desconhecidos e toda a pressão sobre mim. Apesar de toda a surpresa, eu sei que eu passei a gostar dela a partir do momento em que tivemos uma intensa troca de olhar.

      • blogsoubi disse:

        E vocês chegaram a se envolver, Carol? Você sabia se ela era lésbica ou bissexual? Ou você também era a primeira mulher por quem ela estava interessada?

      • Carol disse:

        Amanda, nós nunca tivemos um envolvimento. Ela é “heterossexual” rs. Ela é daquele tipo de menina que você poderia ter um treco caso soubesse que ela se atrai por mulheres… Não conheço o histórico de vida dela, visto que não éramos tão íntimas em nossa relação de amizade. Éramos colegas apenas. Eu arrisco dizer que ela se considerava hetero desde sempre, assim como eu. Muito embora eu tenha desconfiado muitas vezes de alguns olhares e comportamentos dela. E se eu puder afirmar que tenho um gaydar, bom, eu digo que ele funciona kkkk porque hoje eu não tenho dúvidas quanto ao fato de que ela gostou de mim tanto quanto eu gostei dela. Não dou precisão que eu tenha sido a primeira garota que ela gostou… Porém, em meio a essas certezas/incertezas que dizem respeito ao fato de ela ser ou não lésbica/bissexual e ter gostado de alguma garota anteriormente, dou exatidão ao dizer que o sentimento nosso foi algo recíproco. Bjo

  2. barbara disse:

    Tenho 16, e ano passado tinha uma garota q eu ficava extremamente envergonhada perto e o coracao batia forte. Eu sempre fui bem timida mas isso n acontece normalmente…Eu a acho mt linda e fofa demais *–* mas sera q eu sintto algo por ela? Ou seria apenas timidez ou carencia? Me ajudem…

    • Carol disse:

      Oi Barbara! Olha, não dá para afirmar que você gosta ou não dela assim de imediato. É preciso que você nos conte mais detalhadamente sobre o que pensa e como é a tua relação com ela. Espero que você possa nos contar. E a partir da tua história e do que se passa contigo, poderemos tentar te entender melhor e, consequentemente, te ajudar 🙂
      Bjo

      • barbara disse:

        Obrigada 🙂 entao. Tudo isso comecou quando nos sentamos uma ao lado da outra, e ela me disse que eu era fofa, acariciando meu cabelo (nos nao somos intimas, apenas colegas). Naquele instante meu coracao bateu muito forte como nunca aconteceu. Depois disso fico timida toda vez q estou perto dela. E nao sinto nada quando minhas amigas me abracam, me tocam. É so com ela..

      • Carol disse:

        Sim 🙂
        Olha, eu não posso afirmar algo por você, algo que somente você poderá ter certeza. Mas, eu posso opinar, né rsrsrs. Mas, bom, eu (acho) que você se atraiu por ela. Você diz que quando ela está por perto o teu coração acelera, você se sente tímida, o toque dela te faz sentir algo diferente e que as demais meninas não provocam o mesmo. São alguns dentre os vários sintomas que temos quando estamos começando a gostar de alguém… Vou te dizer algo. Você deve ter visto um pouco sobre a minha história, pois se encontra a alguns comentários acima ^.^ Contei resumidamente, já a detalhei em outros posts. Algo que você me disse me fez lembrar de uma situação em que me encontrei. Eu e a menina que gostei estávamos fazendo algo, somente eu e ela, e faziamos algo que nos pediram. Bom, o instante em que eu estive com ela, eu me senti terrivelmente tímida com o olhar e a presença dela rsrsrs Ainda mais quando ela se entreteu com um objeto que pertencia a mim e tocou a minha perna. Eu gelei!! E logo após, por algum motivo, tocamos as mãos. Como eu estava nervosa rs. Enfim, eu quero dizer a você, Barbara, que às vezes não temos ainda a absoluta certeza do que sentimos, mas que apenas há algo de diferente, só não conseguimos discernir. Há momentos em que você poderá pensar que é apenas coisa da tua cabeça. E outra hora você terá a certeza… É sempre esse jogo de certezas x incertezas. Até que chega num dado momento em que você já se envolveu tanto (e muitas vezes nem percebeu) que não consegue mais ocultar. O teu olhar é o teu espelho. E se a menina gostar de você, ela também não conseguirá reter-se por muito tempo. E mais tarde, quando você não tiver mais dúvidas sobre o que sente, logo você saberá se a química de fato pegou as duas rsrsrs E apenas por um olhar dela, você quase seria capaz de decifrá-la por completo. O olhar pode te dar muitas respostas, flor. Portanto, fique sempre atenta.
        Agora só basta você descobrir de verdade se está ou não gostando dela. Eu acredito que haja sim, essa possibilidade. Mas se você deseja realmente ter a convicção disto, bom, não tenha medo ou receio de descobrir que talvez seja a verdade 😉

      • barbara disse:

        Carol, me identifiquei com muita coisa q vc ditou. E obrigada pela sua opiniao :)) é dificil entender sentimentos humanos.. rs e por sinal, hj é aniversario dela *–*

  3. Gi... disse:

    Ola Amanda…ola meninas, bom vou falar um pouco da minha historia em relação ao seu post.
    Bom eu ja namoro uma mulher a quase 2 anos…nesse tempo nos separamos por um periodo onde eu me envolvi com outra mulher…Eu precisava disso para entender se o que eu sentia era algo unico por ela ou se eu realmente era lesbica.
    Bem eu me envolvi fisica e emocionalmente…mas tudo teve um fim…e eu e minha namorada resolvemos nos dar uma nova chance…afinal tinhamos mais de um ano de convivencia,lealdade,amor,cumplicidade,amizade sem falar na incrivel quimica que temos na cama.
    Ela sempre diz que oq sente por mim é algo unico e exclusivo,que nao sente atração alguma por mulheres,que não tem a menor vontade de beijar outra mulher, e que se um dia nos separarmos ela voltara a namorar homens.Ela me diz que nunca sentiu uma quimica tão forte quanto comigo,mas que jamais voltaria a cama com outra mulher…que no caso dela não ha necessidade de se descobri como houve comigo.
    As vezes até discutimos por esse assunto…tenho duvidas em relação a isso.
    Nossas amigas as vezes ate brincam dizendo que eu deveria me sentir honrada por ser a unica mulher na vida dela…
    Amanda ela diz que eu sou lesbica…embora ja tenha namorado homens…e que ela não é,que o amor que ela sente por mim é algo direcionado…oque voce acha???

  4. Gi... disse:

    Entao Amanda ela se considera hetero…kkk com envolvimento comigo.
    Ela não se diz bi uma vez que ela acredita ser algo restrito somente a mim.
    Sim temos uma relação assumida para varios amigos inclusive colegas de trabalho,pois trabalhamos na mesma empresa..e em casa as nossas maes e as irmas dela sabem da nossa relação.
    Em locais publicos ela não esconde,muito pelo contrario é bastante carinhosa.
    Porem ela afirma que não gosta de mulher,que eu sim..mas ela não sente atração alguma.
    Bjus

  5. Josi lima disse:

    Ola amanda,.bom eu ñ sou nen um pouquinho diferente de vcs,. sinto atraçao pelos dois sexo… isso faz com q eu me sinta extremamente extranha meio diferente do mundo en q vivo..a pessoa q me faz perder a cabeça e minha cunhada..rsrsrs..poxa ela tem 16 anos e eu 17 mas como falarei o q simto pr ela ñ sei oq fazer

  6. cris disse:

    bom eu vim mas pra saber o que vcs acham de uma coisa que aconteceu comigo aque ate hj me entriga.
    bom eu tinha uma amiga, tipo muito amiga mesmo ela é irma da minha madrasta, morávamos juntas, na casa do meu pai com minha madrasta, uma dia aconteceu uma desentendimento dela com minha madrasta e ela teve que ir embora, ficamos uns 5 anos e meio sem nos falar, quando ela volta a se unir a familia começamos a sair com nossa turma de festa ela tinha um ficante que nao gostava que ela saísse comigo ela achava que eu ia jogar homens pra ela, ate que um dia fomos a uma praia que da minha cidade (belem/Pa) e bebemos muito nos divertimos junto com a nossa turma no fim da noite fomos dormi e dividimos a mesma cama, normal pq ja aviamos dividido varias vezes mas dessa vez foi diferente, começamos a nos olhar diferente como nunca nos olhamos e começamos a fazer corinhos uma na outra sem bjos e amasso so carinho olhares e nao estávamos entendendo o que tava acontecendo, passamos o dia juntas conversando e nem tocamos no assunto, depois fomos embora pra casa eu pra minha e ela pra dela sempre saiamos com nossa turma e nao tocávamos no assunto ate que um dia fomo a um churrasco de uma amiga bebemos a noite todo e na hora de ir embora eu fui pra casa dela quando fomos deita nos olhamos e rolou o primeiro bjo ficamos sustadas pois nunca imaginamos que isso iria acontecer nunca pensei em fica com mulher, so ficamos nos bjos mesmo nunca passou disso, entao toda vez que saiamos rolava uns beijos mas intensos mas isso so acontecia quando bebiamos, so uma vez que eu fui a uma festa com uma irma mas nova dela e tive que dormi na casa dela de novo, eu tinha bebi ela nao, ela disse que tava com saudades de mim e nos beijamos.
    da ultima vez que conversamos ela disse que isso nao podia mas acontecer pq nao era certo e nos afastamos, ela casou mora em um interior da minha cidade nao falo com ela quando vem visita a mae dela que mora perto de casa. da ultima vez que ha vi ela parecia bem e feliz, nao cooseguimos nos olhar no olhos acho que se fizermos isso vao descobrir. uma hora eu percebi que ela me olhou com um carinho que meu coraçao disparou, mas tranguilo se fosse antes eu nao ia conseguir ficar perto dela, ia ta com muita raiva pq ela casou. de uma coisa eu tenho quase certeza ela nao amoa o marido dela, eu acho que so casou pra nao fazer mas besteira, minha familia por parte de pai sao evangelico e ela tbm era na epoca e continua sendo.
    desde entao sinto alguma coisa pro mulheresnao sei o que, ela foi a unica, nao sei se é carencia minha pois ja tem muito tempo que nao fico com ninguem, tenho curiosidade de saber como vai ser com outra mulher se é so confusao da minha cabeça.
    o que vcs acham? sera que ela ainda sente alguma coisa por mim?obs: me lembro de uma vez que estavamos conversando por celular ela disse que me amava e eu disse que todo mundo me amava, ele respondeu que me amava de um jeito especial que ninguém me amava como ela.

  7. Cecília disse:

    Meninas, como vão? (O TESTO É MUITO GRANDE, MAS PEÇO QUE POR FAVOR ALGUMA DE VOCÊS ME AJUDE).

    É o seguinte, não consigo mais parar de pensar nessa menina um só instante.
    Nunca me imaginei desejando uma mulher como estou, até então adoro homens.
    Não sei ao certo como isso começou, só lembro que faz uns 8 meses que ela começou a puxar assunto comigo. Antes disso eu nem à notava, ela faz o mesmo curso que eu na faculdade e deste momento que ela puxou assunto comigo não consigo tirá-la na cabeça. Os assuntos dela sempre são voltados a faculdade. Mas há algo de diferente nela, no olhar dela, no jeito dela. Na maioria do tempo pego por inúmeras vezes ela me olhando fixadamente, me olhando muito, penetrante. E ela me encara mesmo, algumas vezes fica séria e quando eu olho ela continua olhando e as vezes quando olho ela sorri, (aquele sorriso de algo mais, que não é de amigo para amigo) entendem? Algumas vezes quase sempre ela fala comigo, mas quando esta bem de perto mesmo de mim ela abaixa a cabeça. (Parece que mantem uma distancia de pele). Não consigo entender. Tem dias que acontecem algumas coisas que mexem bastante comigo, que me faz aumentar minha dúvida cada vez mais. Por exemplo: Essa semana que passou ela estava saindo da faculdade e eu estava na calçada esperando meu pai, ela estava com 2 amigas e somente ela veio em direção a mim, sorriu e falou, e detalhe, as duas amigas dela estavam abraçadas sorrindo (mas elas são muito femininas) conheço elas também, estudamos todas juntas. Teve um certo dia, na ula, que ela estava na mesa ao lado e peguei ela com o rosto todo voltado na minha mesa quando olhei ela sorriu discretamente e me olhou por bastante tempo (tipo aquele sorriso que chega a fechar os olhos, chegaram a brilhar, daí não tive coragem de encarar por muito tempo, tbm sorri e baixei a cabeça. Anda essa semana, peguei ela me olhando fixamente e muuuito, tipo ela como se ela quisesse mostrar mesmo pra mim alguma coisa, não encarei, mas olhava vagamente, em uma dessas olhadas ela estava com a cabeça deitada na mesa em direção da mesa ao lado que eu estava ficou por uns minutos olhando mesmo e com o pensamento longe, quando ela viu que eu não ia olhar ela levantou meia sem saber o que fazer e falou algo para a amiga. Logo em seguida quando a aula terminou ela veio em direção a minha mesa e esperou eu falar, ela ficou bem ao meu lado em pé e eu sentada ainda, daí eu falei e ela logo sorriu e falou, eu percebi que ela estava muito nervosa pelo sorriso mas eu sentia que ela tava feliz, ela me olhava rapidamente e sorria, depois voltava à olhar e foi assim até eu ir embora. Tem vez que ela me olha com a mão no queixo, me olha mesmo de lado. Ela me fica me olhando quando chego na porta da sala e fico conversando com alguém, teve uma vez que eu cheguei na sala e o olhar dela e a cabeça me acompanhou desde a entrada da sala até eu sentar lá atrás. Ela faz de tudo para que eu perceba. Eu também fico bem feliz quando tenho contato com ela, não sei explicar, tipo ela conseguiu chamar minha atenção, é muuuito bonita. Eu não consigo me ver com uma mulher, mas to me sentindo muito atraida por ela. Não paro de pensar. Hoje em uma conversa no bate-papo do face sobre trabalho ela pediu meu numero eu dei, logo depois sem eu nem mesma pedir ela me deu 2 numeros dela entre outros dias. Mas há um problema, é muito esquisito, (ela tem namorado). O tempo passou, se passaram meses e finalmente saimos, como amigas, saimos somente nos duas para uma Pub e lá percebi mais uma vez que ela me olhava com olhar de sedução, em uma das conversas se empolgou e pegou na minha perna e no fim da festa me disse: “Adorei essa noite, principalmente a companhia”. Desse tempo pra cá ela não me olhava mais tanto quanto antes e eu nem estava mais nem ligando, até que a convidei para comemorar meu aniversario em um barzinho, ela foi. Nesta noite tinha um cara por qual estava interessado em mim e eu já havia ficado com ele, poderia até rolar de beijá-lo mas na verdade vou confessar para você, o que eu queria era ela. Bem… Ela chegou, me abraçou fortemente e me deu os parabéns, sentou ao meu lado em uma mesa muito grande. A noite foi passando, tiramos fotos e rolaram alguns olhares. Comentei com ela sobre o suposto rapaz para ver sua reação e ela me perguntou: ” Voce realmente tá afim dele?” Eu parei e disse: “nem tanto, pra mim tanto faz”. Ela ficou calada. Logo depois a banda de rock começou a tocar e todos levataram inclusive ela, mas eu fiquei sentada ainda, ela sentou na mesa e virou-se sentada totalmente para meu lado, ficou encostando as pernas no meu ombro, encostando mesmo para eu sentir. Não resisti e fiquei me inclinando e sorrindo para o lado dela. Rolou conversa de paixão e ela me disse da seguinte forma mesmo tendo namorado: ‘Eu queria ser muito apaixonada por alguém.” Eu disse: ” E teu namorado?” Ela: “é normal, porque já faz mais de 3 anos.” Daí tentei ver e descobrir algo de todas as formas, mas não teve jeito. Depois de um tempo tava bebendo, minha prima tentando dar uma de cupido entre eu e o rapaz e eu acabei beijando-o na frente dela. Ela se calou e ligou para o padrasto na mesma hora. Mesmo depois disso continuamos com o mesmo contato de sempre. Mas me pergunto se naquela noite ela poderia ter ficado afim de mim ou não. “O que vocês acham disso tudo da parte dela em relação a mim? Obrigada meninas. beijoos

  8. Ro marques disse:

    Olá meninas
    Acho as histórias aqui do blog sempre interessantes. Já me senti atraída várias vezes por mulheres mas, nunca fiquei com nenhuma. Todas essas coisas que foram retratadas aqui de troca de olhares e sentimentos já tive.
    Atualmente , sou casada com um homem, gosto muito dele mas me fantasio tendo um relacionamento com outra mulher.
    Mês passado aconteceu uma coisa que me deixou muito mexida. Eu e meu marido fomos a um evento em SP e lá encontraríamos uma amiga em comum. Eu acho essa menina uma gata e sempre que saímos juntas ela parece me provocar com aquele jeito de falar e me olhar. Mas, como ela já trabalhou junto com meu marido e somos amigos em comum fico muito apreensiva de falar com ela sobre isso.
    Detalhe: (Já deixei bem claro pro meu marido que tive várias fantansias com mulheres e inclusive com ela.No fundo, ele já sabe que sou Bi). Em uma das minhas conversas com ele, ele falou que aceitaria de boa se eu beijasse uma mulher e sentisse vontade de ficar desde que não fosse traição, ou seja, ele ficasse sabendo que estava rolando um caso extra. Fico muito dividia com isso, a gente tem uma relação madura e joga às claras. Até hoje tudo que rolou no nosso casamento foi concedido e nada escondido. Mas, tenho medo de estar entrando num caminho muito mais complexo. Porque se eu ficar com alguém e quizer levar o relacionamento pra frente como fica? Aí não vou querer uma amante e sim uma namorada.
    Enfim, voltando ao meu fim de semana em SP.
    Fiquei anciosa de encontrá-la em SP. E imaginava que sairiamos pra uma balada à noite e beberíamos e nos divertiríamos e isso por só já me contentava por que a companhia dela é sempre um prazer.Ficamos em hotéis diferentes e ela marcou com meu marido de nos encontrarmos em um bar à noite.
    Pois bem , pra minha surpresa ela estava acompanhada de uma amiga. Sabe quando você sente um ciúminho e fica incomôdada foi assim que senti.
    Eu senti uma energia muita diferente no ar e apesar dela ter apresentado a garota como amiga achei que aquilo ali era um encontro entre casais.
    Nos sentamos e bebemos , conversamos e lá pro meio da noite me levantei para ir ao banheiro.
    Quando voltei tava rolando muitas rizadas delas na mesa e meu marido meio sem graça. Perguntei do que se tratava a ele.
    Ele pediu pra Ela me dizer o que havia contado a ele.
    Ela me disse: “É que eu e a Elis somos namoradas”
    Por um segundo prendi a respiração e logo dei um sorriso fingindo que estava feliz por ela. E ela me disse: Nós estavámos rindo porque eu queria saber a sua reação.
    Eu falei: Se você está feliz eu também estou feliz. boa sorte pro casal.
    A amiga dela a essa altura já devia ter percebido aquela tensão que rolava entre eu e ela.
    Depois eu ainda falei: Vocês são um lindo casal.
    E são mesmo, elas duas são muito femininas duas bonequinhas.
    Quando disse que elas eram lindas a Dani abaixou o olhar com se tivesse ficado tímida e eu dei um sorriso.
    Notei que a amiga dela ficou meio incíumada com tudo.
    Fiquei confusa porque mesmo a Dani dizendo que aquela era sua namorada, várias vezes na mesa ela me provocou mechamando pra beber com ela os drinks que ela gostava e também levantando pra dançar.
    Durante à noite eu pensei não vou aceitar a provocação afinal ela já tá acompanhada e eu também , eu já tinha certo na minha mente que hoje não iria rolar nada e que a gente só iria beber e se divertir.
    Então aceitei na boa ela tava feliz. Porém, até hoje fico me perguntando por que ela faz insinuações se não quer nada comigo? Sei que o fato de ser casada com um homem me atrapalha a ficar com ela.Talvez, seja isso que faça ela pensar que eu não ficaria com ela.
    Ela não sabe que tenho um casamento aberto e que sou bi.Será que ela tem dúvidas? Será que ela acha que por eu ser casada não rolaria?
    Tudo isso me confunde meninas. o que vocês acham disso?

    • Nessa disse:

      Ro Marques, se seu marido sabe q vc tem essas fantasias e aceita na boa e se vc acha q a amiga esta te provocando entao vc pode estar perdendo a chance de realizar sua fantasia. Tenta falar com a menina de alguma forma, nao precisa dizer q fantasia com ela, conversa soh vcs duas e vai tentando entender qual eh a dela, fala que levou um susto com o fato dela e da outra serem namoradas e pergunta se ja ficou com outra mulher. Se ela disser q sim pergunta como eh e se nao, pergunta se ficaria.
      vai desenrolando q acho q vc pode ter uma experiencia legal

  9. Gi... disse:

    Bom meninas tenho que compartilhar aqui com voces o quanto é bacana esse filme Elena Undone…e o quanto é dificil encontra lo.
    Passei dias sonhando com ele…morrendo de vontade de assistir todo pois no you tube so tem trechos.Bom finalmente consegui fazer o download e pude ver todo nesse fim de semana… assistam ele é muito bom.
    Mais uma vez a Amanda fazendo parte da minha vida…
    Me vi por vezes ali na mesma situação,sentindo as mesmas emoçoes…foi incrivel.
    Então meninas quem não viu…veja é muito bom.
    E ele mostra que pode sim haver apenas um amor…apenas uma mulher…que nos tire do comum…e trasforme nossa vida de uma tal maneira…
    Bjus Amanda…e bjus meninas.

  10. Maria Rita disse:

    Olá, Amanda…
    Adorei o post. O conteúdo do blog é sempre muito bom.
    Posso dizer que, estou vivendo de fato o meu primeiro amor lésbico. Sempre tinha me envolvido com homens, embora tivesse sentido atração por mulheres, no início tinha receio, medo de me envolver e tal… Também já me questionei bastante sobre isso, tentei buscar explicação em mim para o que venho vivendo. Acredito que, seja um conjunto de fatores, um bom papo, o jeito de olhar, como você mencionou… esses fatores associados ao autoconhecimento, ao amadurecimento pessoal. De você se conhecer, conhecer seus desejos, suas vontades e se permitir viver algo ‘diferente’.
    Acredito que um relacionamento, um amor, seja um ‘encontro’ de duas pessoas, e o modo como elas tratam esse ‘encontro’ é o que faz dar certo, do quanto estão dispostas a viver esse sentimento, dos objetivos em comum e da dedicação. É isso que marca, que torna aquela pessoa inesquecível.
    Bom, ainda não cheguei a uma resposta específica para essa questão, e, quando penso muito, acabo ficando com aquela explicação de que, simplesmente tinha que acontecer, que estava escrito em algum lugar e blá, blá, blá… rsrs

    Abraço e sucesso!

    ps: Esse filme é maravilhoso. Assistam!

    • Carol disse:

      “Acredito que um relacionamento, um amor, seja um ‘encontro’ de duas pessoas, e o modo como elas tratam esse ‘encontro’ é o que faz dar certo, do quanto estão dispostas a viver esse sentimento, dos objetivos em comum e da dedicação. É isso que marca, que torna aquela pessoa inesquecível.”
      Vc disse uma coisa linda…
      Sabe, por mais que não dê certo, o fato de as 2 pessoas demonstrarem o que sentem, como elas lidam com esse “encontro” que vc mesma disse, é realmente o que fica na memória. É um amor recíproco, mas que por “N” motivos não pôde ir adiante, mas nunca ninguém poderá dizer que foi uma fase, porque as demonstrações e o sentimento mútuo foram a essência para a cada dia ter mais considerações pela pessoa.
      Adorei o teu ponto de vista. E ultimamente eu digo que “está escrito nas estrelas.” É uma brincadeira, até rs. Mas, enfim, o destino é a resposta, talvez. Bjo

  11. Fabiana disse:

    Olá Amanda,
    Que bom encontrar vocês por aqui, pois é tão difícil falar sobre “desejo”.
    Minha história é comum, muitos diriam. Acredito que pode ser algo a mais do que “carência”.
    Fui casada, tenho meus filhos,já tive relacionamento hétero e uma boa quantidade de amigas. Algumas de bem com a vida e outras mais frágeis. Um dia recebi, como de costume, uma amiga em casa,também divorciada e com filho, e muito desesperada com mais uma desilusão amorosa me pediu para abraçá-la, fiz com zelo e ela me puxava para um abraço mais forte, dizia que precisava daquele abraço. Fiquei muito incomodada. Senti algo que nunca senti.
    O tempo foi passando nossa amizade tornando-se mais transparente. Somos Amigas.
    Meu olhar começou a ficar diferente, pois passei a reparar sua forma de falar, seu passar de dedos pelos fios negros de seus cabelos… achei que era admiração. Ela é admirável. Aos poucos nossa amizade foi ficando mais intima, contávamos tudo uma para outra e só.
    Até que um dia a olhei deforma maliciosa e ela notou. Não comentou nada e deu um tempo em nossa amizade. Aceitei e dei razão a ela pela minha idiotice.
    Ela tem poucos amigos e começamos nos encontrar de novo, prometi a mim mesma que jamais faria “aquilo” de novo. Até para disfarçar fantasiei um encontro amoroso com um homem e pontuei tudo o que supostamente aconteceu. Naquela mesma noite ela saiu com um cara e tornaram-se “sexualmente ativos”. Desejei boa sorte a ela, mas ela me diz que só aconteceu diante as minhas experiências que contei. Fiquei na dúvida. O relacionamento acabou e ela me diz que vamos ficar sozinhas e amigas.
    Hoje ela está se recuperando de uma enfermidade e conta comigo uma vez por semana para conversarmos e afirma a minha importância na sua recuperação. Me convida para viajar com ela. Eu a conheço pela voz e ela também me conhece. Somos Amigas. Como tenho vontade de acariciar seus cabelos, cuidar dela, estar com ela.
    Não tenho atração por mulheres. Mas com ela é diferente.
    O que fazer para não perder a amizade, decifrar o que sinto e o que ela tá querendo?

  12. Laiza disse:

    Olá!! Bom o meu primeiro amor foi uma mulher, não sei se foi verdadeiro mas foi a única pessoa a quem eu disse te amo em toda minha vida. Fomos amigas durante seis meses ou mais e nesse tempo nós já flertávamos e éramos mesmo super ligadas e companheiras, nunca tinha me sentido assim com alguém. Começamos a namorar alguns dias antes do meu aniversário e nesse mesmo dia eu tive um acidente de mota ela ficou muito f comigo kkkkkkk, mas foi a primeira pessoa que eu quis ver depois do acidente e foi ela que limpou os meus ferimentos e cuidou de mim!! Namoramos durante três meses, e do nada ela ficou super fria e distante, até que acabou comigo com a desculpa de que gostava de outra pessoa, enquanto que dias antes ela jurava que me amava!! Eu fiquei super mal, andei meses atrás dela, entrei em depressão, emagreci uns 5kg em duas semanas, afastei me de todo mundo, bem na verdade eu achava que ela era o meu mundo 😦 .. Mas enfim já faz três anos que nos separamos e eu ainda penso nela e já não consigo me relacionar com outra pessoa, e mesmo depois de tanto tempo ela não me dá uma resposta plausível pelo porque descrer acabado comigo e a nossa história pelo menos para mim parece inacabada!! O que achas?? As vezes parece que vou ficar louca…

  13. Carol disse:

    Oi Laiza! Sabe, nunca sabemos o q há de fato no coração das pessoas… Pelo q notei ela foi o teu 1* grande amor. E talvez, ainda seja. Ela terminou contigo “sem motivos”. Será q ela não tinha medo de se perder junto contigo, tudo ganhar uma proporção maior e isso a amendrontou? Vc sabe se ela era lésbica/bi? Conte-nos como ela era contigo, se ela parecia estar segura em estar contigo. “Eu achava que ela era o meu mundo.” Essa frase mostra para mim q vc encontrou o amor. Ela é o teu amor.

    • Laiza disse:

      Oi Carol!! Olha por mim nòs tínhamos uma relação perfeita, ela era super carinhosa, presente, era alguém que cuidava de mim e eu dela, acredites ou não mas quando uma de nós acordasse de madrugada com pesadelos ou mau estar a outra tipo sentia e acordava também e conversávamos por horas até nos sentir nos melhor e seguras. Mas discutíamos muito, e por tudo e por nada ela acabava comigo, mas eu sempre fui paciente e demonstrava que ela era realmente a única pra mim, que o meu mundo girava a volta dela.. Eu sei que também não fui a namorada perfeita, mas eu deixava de ficar com os meus amigos pra tar com ela, eu tava sempre lá pra ela, eu realmente amava muito ela, mais que tudo.. Será que eu é que a sufoquei com o meu sentimento? Será que fui a culpada? Será que fui eu que lhe afastei? 😦 … Ainda sinto falta dela….

      • Laiza disse:

        Ela e bi e sempre e nunca deixou de conversar com o ex e até me dizia que ele estava atrás dela, mas eu nunca dei importância, achas que fiz mal?

      • Carol disse:

        Laiza, para uma relação dar certo não é possível só com amor. Em minha opinião, para dar certo, há de ter um conjunto de fatores que sustente a relação. Como por exemplo: amor, respeito, cumplicidade, lealdade e paciência. É difícil ter isso tudo, mas o fato de ser difícil não tira a importânca e a necessidade de todos esses valores estarem vívidos e serem necessários em uma relação. Eu não digo que vc é culpada. Não. De repente pode ter ocorrido algo e que te passou por despercebido.. algo aparentemente insignificante, porém o bastante na concepção dela… Por mais que vc6 2 sejam mulheres, não significa que pensem iguais. Ainda assim são diferentes, possuem personalidades, princípios distintos. Então, não se torture acreditando que tenha feito tudo errado. Se realmente se amarem, flor, não há pessoas, não há circunstâncias, não há universo que impeça que vc6 estejam lado a lado e felizes!! Espera.. Dê tempo ao tempo. O que for essencial e verdadeiro permanecerá, muito embora tudo aparente estar indo mal… Somente espere.
        Bjo

  14. Carol disse:

    Corrigindo aqui.. “amedrontou”

  15. Rui disse:

    Nao sou mulher, sou homem e gay, porem adoro esse blog porque aqui se fala sobre sentimentos, e nao apenas sexo como geralmente acontece em blogs gays.Fiquei curioso em saber se a Ro Marques aceitaria o marido dela se envolvendo com homens (caso ele gostasse).Por fim digo, que eu gostaria de ter nascido assexuado ou entao uma mulher lesbica ou bissexual.Posso estar enganado, mas a vida das lesbicas parece ser mais tranquila e feliz do que dos gays, a ponto de namorados/maridos as liberarem para terem namoradas e casos.Mulher nenhuma faria isso com seus namorados/maridos, alem disso voces estao sempre encontrando mulheres interessadas em mulheres, e pra mim parece que todos os homens sao heteros convictos.Sei la, ando meio desiludido com tudo.

  16. Gabi disse:

    Oi gente td bom com vcs?
    Olha,está acontecendo a seguinte situação comigo: eu namoro um menino a 4 anos e nunca me interessei por meninas antes, mas fazem alguns meses q conheci uma menina muito especial e acho q estou apaixonada por ela.
    Ela é incrível, só de vê-la meus dias ficam mais felizes….. eu durmo e acordo pensando nela e só de ficar perto dela sinto um friozinho na barriga….
    Ela tbm tem namorado e tenho medo de chegar nela e contar o q sinto e ela se afastar de mim. Não quero perdê-la ela é minha melhor amiga. O q eu faço?

  17. Heloisa disse:

    Bem, eu achei o filme muito interessante e lindo… acredito que o verdadeiro amor não avisa quando vai chegar, ele simplesmente nos invade sem pedir permissão e nos arrebata, deixando-nos completamente sem reação… me identifiquei muito com a história do filme, pois estou em um relacionamento com um homem a quase 10 anos e a aproximadamente 3 anos, venho convivendo com um novo sentimento dentro de mim… acabei me apaixonando pela minha grande amiga… enfim, ela é mais velha, casada e temos uma amizade bem colorida, mas nunca falamos abertamente sobre isso… sei que o que temos é algo muito especial, apesar de ser uma situação bem complexa. Nunca me interessei por nenhuma outra mulher e, hoje, posso dizer sem a menor dúvida, que o meu coração, meus pensamentos e todo o meu querer são só dela… não sei se futuramente possa me interessar por outras mulheres, mas, durante toda a nossa vida, estamos sujeitos às novas experiências… afinal, viver é aprender, é sentir, é estar disposto a se entregar, pois nada é errado se é verdadeiro e te faz feliz… devemos sempre buscar por nossa felicidade e, por mais difícil que possa ser (assim como a situação na qual eu me encontro), tenho a plena convicção de que o verdadeiro amor, ao final, encontrará o seu caminho… espero que eu consiga encontrar respostas para todas as minhas dúvidas e que eu possa viver tudo o que tiver para viver, principalmente, se for ao lado dela…
    Realmente, no amor verdadeiro, um mais um são igual a um… e eu desejo que ela seja essa minha metade e que possamos nos permitir viver todo esse sentimento, pois eu tenho certeza que será lindo, será inesquecível…

    Obrigada, pelos posts, Amanda. Sempre acompanho seu Blog e gosto muito!!!

  18. Juliana disse:

    Olá. Me chamo Juliana, tenho 20 anos, me considerava até então, hetero.

    Minha história é a seguinte: comecei a namorar com meu ex-noivo quando eu tinha 14 anos. Fizemos muitos planos, já estávamos com o apartamento comprado e vendo as coisas do casamento. Porém, sempre tive uma amiga, minha única ‘amiga’ lésbica – que eu saiba. Nos conhecemos há 4 anos e até então, a amizade era virtual, nunca tínhamos nos visto. Eis que esse ano resolvemos nos conhecer … e logo que a vi, senti uma atração, um interesse fora do normal por ela. Ela com aquele jeito, aquela beleza tanto externa quanto interna me conquistou de uma forma inexplicável. Ficamos conversando por horas a fio e depois a deixei numa estação. Assim que a deixei lá, já senti saudades dela. Pensei que estava ficando louca …”Eu, noiva, querendo ficar com uma guria? Não! Logo passa.” Pois é, não passou. Comecei a sentir algo por ela, mas algo tão forte que me dominou por completa. Meu relacionamento com meu noivo já não estava muito bom em nenhum sentido … Passei aquela semana toda pensando nela, pensando no quanto eu queria ficar com ela … pedi um tempo pro meu noivo e então, fiquei com ela no outro FDS. E naquela hora, eu me descobri … Senti com ela o que eu nunca havia sentido com nenhum outro guri que eu tinha ficado. (Sim, eu nunca tinha ficado com gurias, nem sentido atração nem nada do gênero). Terminei com meu ex-noivo por causa desse meu sentimento por ela e pela falta de sentimento que eu tinha por ele … decidi contar pros meus pais e ouvi tanta besteira … Principalmente da minha mãe … E isso tudo que ouvi dela, me fez tomar 15 calmantes e mais um monte de remédio. Se eu não podia ser feliz ao lado de quem eu estava amando, pra que viver? Fui parar no médico … Não sei como não morri. Vim morar com meu pai, que agora está aceitando mais a situação e super me apoia, me diz que eu sou filha dele independente de qualquer coisa e que me ama muito. Só fica preocupado com essas ondas de homofobia que tem por aí. Estou há quase três meses com ela e a amo demais. E se me perguntarem se me arrependo de alguma coisa, eu digo que por ela eu enfrentaria tudo isso de novo … Quantas vezes forem necessárias. Porque eu a amo demais e é com ela que quero passar o resto dos meus dias … ♥

  19. Mel disse:

    Olá meninas,

    Tenho 27 anos, sou casada faz 2 anos.
    Já beijei meninas, mas naquela fase de descobertas e tal, mas nada que realmente me fizesse pensar que gostava de mulheres. Na verdade nunca me senti atraída de verdade por nenhuma mulher, as poucas meninas que beijei na vida sempre foram “de brincadeira”.
    Pois bem, faz uns 2 meses que conheci uma mulher na academia que frequento, ela é professora de natação, deve ter uns 30 anos. Não sei explicar o que aconteceu, mas desde a primeira vez que a vi, senti algo diferente, uma coisa forte, não consigo tirar ela da minha cabeça…fico nervosa perto dela, eu travo! Sei que ela é lésbica, mas só isso. Não sei mais nada sobre ela….Já peguei ela me olhando nas aulas, porém não sei se é coisa da minha cabeça. Nas últimas aulas notei que ela se aproximou e puxou assunto comigo, porém nada demais. Um dia durante a aula ela elogiou minha tatuagem e quis saber o significado de umas iniciais que tenho tatuadas…ah eu não sei, tenho tanto medo de estar fantasiando tudo na minha cabeça…..Mas realmente esse sentimento é inexplicável….nunca senti por mulher nenhuma………..

  20. Luana disse:

    Muito legal o post e os comentários, vocês me ajudam muito galera! Beijos!

  21. Jéssica disse:

    Bom Dia!
    To passando por uma situação dessa, sempre fiquei com caras e tive plena certeza da minha sexualidade, até Ela aparecer… Tipo no começo eramos muito amigas, e isso foi se intensificando muito, e então ficamos inseparáveis.. Até que um dia ela falou pra mim q era lésbica e tals e isso n interferiu em nada na nossa relação de amizade. E numa noite eu e ela bebemos muito e acabamos transando e eu n posso dizer que não gostei, foi muito bom.. conversamos e resolvemos levar isso como pessoas adultas e não deixar interferir em nossa amizade, só q a coisa começou a ficar mais frequente e só parou quando eu arrumei um “namorado”. Esse namoro durou pouco tempo, foi conturbado e eu sofri muito, e ela sempre esteve do meu lado em todos os momentos,um dia estávamos e bebendo e sobre o efeito do álcool,ela se declarou apaixonada por mim, e tipo meu mundo desabou na hr! Eu só conseguia pensar: “Como assim minha melhor amiga apaixonada por mim” fiquei muito confusa e em estado de negação total, mas simplesmente não conseguia resistir a ela, era muito forte e intenso o sentimento, e vez ou outra acabávamos ficando, só q eu sempre negando sentimento, e tenho plena consciência q a fazia sofrer. Só que agora quem sofre sou eu, pois percebi que eu a amo muito, e por esses dias me declarei, mas agora ela está em um relacionamento com outra e n me sinto no direito de insistir e estragar isso, depois de td q eu fiz.. E tenho certeza que é so ela que faz isso em mim, é só ela que eu quero e o meu maior erro foi ser covarde e não assumir esse amor que trago dentro de mim!

  22. Carol disse:

    Olá Jéssica! Me desculpe por ñ responder no devido lugar.
    Bom, isso q vc vive eu passei a ver q é bem comum. A menina gosta de ti e vc tem medo e nega. Depois ela encontra alguém, ou simplesmente desiste de vc e aí q a sua ficha cai.. Mas daí já é tarde d+.. Crei q vc esteja certa em ñ insistir e deixá-la viver c/ quem se encontra momentaneamente. Rlx, pq pode ser q ela tenha sido a 1*, e em algum momento da sua vida, tlvz vc se apaixone por outra e se permita, dessa vez, a ser feliz.

    • Jéssica disse:

      Carol muito obrigado por responder. Sabe apesar de ela insistir na nossa amizade, eu não consigo continuar como senão estivesse acontecendo nada dentro de mim. Venho de uma família evangélica ,sou mãe e tudo era muito difícil e confuso… Fui covarde e hj pago o preço. Só q essa experiencia me mostrou que as vezes por pensar muito no tal “correto” q a sociedade nos impõe a gente acaba sofrendo as consequências. E aprendi q se no futuro isso acontecer novamente vou dar uma chance sim! Hoje penso que o amor vai muito além de um órgão sexual no meio das pernas,a gente ama uma pessoa e não o sexo dela, hoje eu amo ela,assim como um tempo atras amei o pai da minha filha,e quem sabe se mais pra frente eu irei amar um homem ou novamente uma mulher, aprendi com isso que quem precisa de rótulos são os remédios, o amor e as pessoas não!

      • Dany disse:

        É isso aê 🙂

      • Carol disse:

        Eu entendo bem que esse período de descobertas seja tão confuso. E o fato de você ser evangélica parece que faz pesar muito mais, pois os teus conceitos e princípios vão contra a tudo isto. Eu acredito que você tenha se sentido em um “beco sem saída”.. A pressão é tanta que nos faz repudiar o que mais queríamos, ainda que tenhamos a consciência do que queremos, mas nos obrigamos a acreditar que é uma fantasia somente. “E logo tudo passará!” Eu penso que o período mais conflitante você já passou, Jéssica. Que foi o de se aceitar como tal. Sabe pq? Bom, porque enquanto não se aceita, não se permite a uma nova experiência, não rompe com esse bloqueio que sufoca e perturba a diário e te faz viver remoendo os sentimentos reprimidos, causando pesar, angústia… E ditar o que é e o que quer para a sociedade é difícil sim, não nego, mas pelo menos você já se aceitou e tem a oportunidade em mãos. E a sociedade pode fazer pressão ou o que for, porém, ela não pode te impedir a decidir viver o que quer.
        Você diz que não consegue mais estar com ela simplesmente como amiga.. Er.. isso é complicado, pq você pode se afastar e consequentemente sofrer, ou então permanecer e o sofrimento não cessar. Uma decisão que só caberá a você tomar…
        Nas palavras ditas por você em resposta ao meu comentário eu concordei com você em muitas coisas. Pensamos demais, visando sempre agradar a terceiros, nos bloqueamos a diversos desejos e no final, o mundo continua o mesmo e nós seguimos em lamento, porque deixamos grandes oportunidades passarem, algumas únicas, talvez, e temos então de aprender a recomeçar e seguindo adiante. Amor não se pauta em sexo. Amor é um sentimento intenso, acho eu até de difícil compreensão, pois vai muito além do meu entendimento e os atos são consequenciais. O que nos faz perder o ar, ficar sem chão não é meramente um órgão, e sim, a pessoa em si, sua essência. Concordo plenamente contigo!! Nós não precisaríamos de rótulos. Mas sim, amar, ser amados. Rótulos nos delimitam tanto… E não há como o amor ser sentido, vivido delimitadamente!! A intensidade que faz jus a essa palavrinha “amor”, automaticamente opõe essas delimitações.. não dá, flor… o amor é exravagante!!
        Então, creio eu que você entendeu como as coisas são. Não precisamos sempre sofrer para aprender! A partir de agora, esteja objetivada a ir de encontro com o que VOCÊ almeja.. Pq no final das contas, as consequências batem à tua porta, e o mundo lá fora vive a par do teu próprio mundo!
        Já é mãe, já deve ter tido grandes experiências. Agora somente espere as surpresas dos próximos dias e faça valer o que deseja sem deixar passar batido outra vez.
        Bjo e boa sorte 😉

      • Carol disse:

        Extravagante*

  23. Jéssica disse:

    É isso ai Carol … a dor e o sofrimento sempre vem pra nos fazer forte! A vida me deu uma lição através desse acontecimento.. Obrigado mais uma vez pela resposta, precisava conversar sobre isso com alguém de fora, meus amigos são em comum com ela então querendo ou não eles sempre tomam partido! Obrigado mesmo! bjão

  24. Princess disse:

    Carol,
    Vcs ficaram juntas?
    Estão juntas?

    bjo

    • Carol disse:

      Oi Princess! Bem, estas são perguntas meio complicadas..
      Acredito que vc já tenha conhecido a minha história “esquisita”(mt esquisita, por sinal rsrs), porque já a detalhei em alguns posts do Blog.. E assim, quem está a par do que vivemos não consegue discernir com muita facilidade.. É uma coisa meio louca rs.. Difícil de explicar, e mais ainda de entender. Digo que nunca tivemos contato direto, pele com pele.
      A minha segunda resposta, praticamente não adiantará de nada kkkk mas vou dizer que estamos juntas, ainda que não. Porque este “juntas” não se trata de um compromisso, namoro. Não. Somos apenas especiais uma a outra.
      É complicadíssimaaa a nossa história… Daria até para escrever algo sobre!! Rsrs
      Bjo
      E me desculpe não ser capaz de explicar mais claramente.Tudo realmente é muito complexo. Acho que só eu e ela entendemos.

  25. Princess disse:

    Carol, perguntei pq passei por isso tb….

    De “ser” de alguém e ao mesmo tempo não “ser”
    Tem uma pessoa que me enlouquece, mesmo não tendo contato físico, ñ é louco isso?
    Mas enfim coisas da vida.

    Boa sorte 😉

    • Carol disse:

      É verdade, Princess.. Mas, conte-nos mais da tua história. Fiquei interessada em saber que há alguém vivendo situações semelhantes às minhas 🙂

      • Princess disse:

        Carol,

        Conheci uma pessoa um tempo atrás.
        Educada, gentil, engraçada, uma pessoa gostosa de conversar.
        Conversa vai, conversa vem e acho que isso é o que pega, (muitas afinidades, muitas conversas, e muita carência junto, ñ tem erro nos “apaixonamos” mesmo não podendo)

        Enfim hoje não estamos tão próximas como antes, está um pouco mais complicado mudei de cidade
        e estamos mais distantes ainda uma da outra.
        As vezes ela liga, conversamos e tentamos ver o que aconteceu de errado. Ou melhor o porque não deu certo…

        Coisas da vida não é amiga….
        Beijos

      • Carol disse:

        Princess, é impressionante! Aconteceu algo semelhante comigo também. Conversávamos por demais, todos os dias estávamos lá trocando ideias, confidências.. era muito bom! O mesmo acontecia conosco.. Eram muitas afinidades e carência por ambas as partes… Chegamos a um ponto onde não era possível deixarmos de nos falar por um único dia sequer, e quando isso acontecia, sempre dizíamos que estávamos com saudades e que lembrávamos uma a outra durante todo o tempo. Apesar da distância física, éramos próximas. Mesmo longe, estávamos sempre perto… E nos cuidávamos como podia. Porém, em meados de dezembro do ano passado tudo desandou, a cada dia nos afastávamos mais sentimentalmente. Houve motivos por parte dela que eu ainda hoje não sei afirmar quais. Então, eu decidi que não queria mais viver nessa indecisão.. Nesses surtos bipolares kkkkkkkk nós éramos/somos bissexuais e certas vezes agíamos como bipolares kkkkkk muito tenso.. Eu costumo dizer que não suporto mais viver “tensada”, pois a nossa história podia nos fazer tão bem, ao mesmo tempo que podia nos fazer tão mal. E como acontece com você, Princess, hoje nós também nos falamos com menos intensidade (muito menos) e o assunto baseia-se sobre o que você fez referência e sobre algumas outras loucuras nossas rsrs.
        Enfim, realmente são coisas da vida, Princess. E agora eu estou disposta a ter uma experiência com uma outra mulher. Essa minha história eu estou tratando de ignorar, por mais que tenha sido tão significante. Mas eu quero e passo a me permitir viver e não me prender a algo que me impossibilita ir a fundo às oportunidades vindouras.
        Bjo

      • Princess disse:

        Sabe o maior problema?
        Carência,
        Fantasias,
        Desejos,
        e loucuras…….
        Tudo isso junto e misturado com a NET, não tem saída.
        Acabamos nos “apaixonando”, é legal? Sim muito dá um pique, um UP, mas tem muitas outras coisas que sempre colocamos na frente também.
        Medo,
        Receios,
        Família,
        Sociedade moralista….
        Assim vou me reprimindo na vontade de sair com minha amiga, vou me afastando cada dia mais. Ainda mais agora que estamos em outra cidade. 😦
        A unica coisa que eu sei: quero ela, queria quero ainda.
        Não quero mais ninguém só ela. ( Nossa será fixação?)
        Mais uma vez encerro falando “São coisas da vida”.
        Carol boa sorte em sua nova busca!
        Vai nos contando suas novidades.
        Beijo

    • Carol disse:

      Princess, há momentos em nossas vidas que estamos suscetíveis às tristezas, carências, medos.. Te entendo completamente. E além de te entender, eu também concordo. Eu nunca deixei de pensar em minha família, nos meus amigos, na sociedade, mas no entanto, também sempre acreditei que algo poderia acontecer, ainda que uma vez, em oculto, o que fosse. Porém ,agora é passado, agora não mais. O que difere a nossa história, pelo que posso ver agora é que você se “apaixonou” por ela devido a carência do momento e se apegou. No meu caso nós tivemos troca de olhar, convivemos até um certo ponto juntas. Apesar de ela ter passado por momentos conturbados, em um dado momento eu acreditei que ela me gostava porque de fato me gostava, por mais que pudesse estar carente. E do mesmo modo eu para com ela. Não foi uma paixonite. Foi algo que me abalou e a abalou também. De alguma forma, a história que nos envolvia mexeu comigo, conosco. Eu mudei. Me fez bem e me fez mal. Mas que, no entanto, eu agora faço o que você me disse: “nova busca!”. De fato eu quero encontrar outro alguém. Estou disposta a isso! E além desse meu posicionamento, no que diz respeito a eu me permitir conhecer alguém e dar lugar, algo aconteceu e fez com que esse meu desejo se fortalecesse dentro de mim ainda +. Não me disponho a tentar nada. Estou fazendo como você, me afastando a cada dia.
      “São coisas da vida”. Há experiências que nos servem meramente como aprendizagens. Ora outras para experimentarmos de fato e vivê-las intensamente ou não. Há experiências atípicas que podem até ser chamadas de “coisas do destino”, mas para a prática é necessário que não se trombem com “os acasos da vida”. Podem vir, mas também podem ir, sem que ao menos possamos fazer nada. Porque… “são coisas da vida”. Porque precisamos cair para levantar. Precisamos nos reprimir por medo até o dia que nada mais volte.
      As coisas da vida apenas são superadas por aqueles que aceitam desafiar-se. E, Princess, eu, você e as meninas não estamos com esta coragem. E por isso somos obrigadas a aceitar a realidade que nós mesmas escolhemos a viver.
      Poxa, eu estou sempre aqui no Blog 🙂 E é claro que eu contarei do meu amor que estou à espera. Ou melhor, to indo à caça rsrsrsrsrs
      De igual modo eu desejo sorte a você em sua nova busca!! E eu sei que vai encontrar. Assim como eu irei.
      Beijo para ti também, Flor!
      Sorte no amor!! =^.^=

  26. Princess disse:

    Sorte no amor para todas!

  27. Madu disse:

    Gostei de vc Princess e Carol.
    Mande email….
    Sou de S.P e vcs?
    Poderíamos marcar um suco qualquer dia o que acham?

  28. Madu disse:

    Sou de S.P capital, tenho 30 e poucos rs e moro na zona sul.Conhece S.P Carol?
    Qual sua idade?

    E Princess sumiu?
    De onde é idade?
    Ai achei isso muito bacana podemos trocar experiências, confidencias, e dicas.
    Quero realmente fazer novas amizades.
    um grande beijo para todas do post.

  29. Princess disse:

    Sou de São Paulo.

  30. Carol disse:

    Olá Madu! Bom, eu te enviei email. Apenas aguardo tua resposta. E respondendo a tua pergunta… Digo que não, eu não conheço a Princess, eu acho rs Coincidência pura! Realmente a nossa história é bem parecida. As palavras dela poderiam ser minhas próprias palavras. Divertido isso!
    Aguardo tua confirmação.
    Abç!

  31. Princess disse:

    Alguém por aqui….?

  32. Madu disse:

    saudades de todas

  33. Carol disse:

    Madu, só faltaram a Dany e a Princess comparecer!!

  34. Dimitria disse:

    Olá meninas, posso invadir??? Rs

  35. Princess disse:

    tá certo sabemos então que é “ela” tem que ser “ela” mas
    ela ñ está com tanta vontade, e nem o mesmo desejo….
    O que fazer?

  36. Carol disse:

    Princess, a pessoa que você se refere é um homem, na verdade? Pois você sempre diz “a pessoa” e se refere como “ela”.

    Bom, se a pessoa não está com o mesmo desejo, daí complica… Mas se um dia rolou algo, pode ser que você a reconquiste e consiga despertar nela o desejo intenso nela por ti, outra vez.
    São escolhas. Arrisca ou não arrisca. Persiste ou desiste.

    • Princess disse:

      Sim é mulher, 30 e poucos anos, linda, alegre, divertida, e realmente não me quer ( acho que nunca torceu p/ isso dar certo) não esteve na mesma sintonia que eu sempre estive…
      Agora morando longe piorou ainda mais,
      Não posso ou melhor não aguento mais esperar.

      😦
      😦
      😦

      • Carol disse:

        Então, flor, se você mesma diz que ela nunca fez questão, digamos assim.. Então, eu acho meio difícil você conseguir algo. Impossível não é não, porque muitas pessoas omitem o que verdadeiramente querem, sentem e isso pode ocorrer por diversos fatores.
        Tente partir para outra!! Venha comigo e seguiremos a vida 🙂
        Ela foi a que te despertou maior desejo, talvez, mas há possibilidade de você ainda nesta vida se encontrar perdidamente apaixonada por outra ou outro.
        Ficar insistindo com quem demonstra desinteresse cansa. Esgota. Não vale tanto a pena assim.
        Vai à busca 😉

  37. Princess disse:

    Carol obrigada pelas palavras.
    Queria muito te conhecer algum dia.

    Dimitria já vai?

  38. Dimitria disse:

    Meninas, resumindo: turbulência amorosa rsrs
    Tenho um amor platônico por uma mulher que ainda não foi as vias reais de fato e ao mesmo tempo, amo um homem, paixão antiga, e o que pega em relação a ele, é o maldito machismo e o modo rude. Com ela, eu tenho tanto carinho, cumplicidade, ternura…

  39. Carol disse:

    “Dimitria, entre ele & ela”. rsrsrsrs daria para fazer um filme assim.. brincadeira, viu, flor ^^

    Dimitria, ficar com o coração dividido entre um homem e uma mulher é uma situação dificílima, né? Ficamos desgastadas e sobrecarregadas tanto emocionalmente quanto mentalmente. Você pode estar feliz com um, mas… e o outro? Parece que você fica incompleta e ainda há aquelas dúvidas: “será que com o outro eu seria mais feliz e realizada do que com este por hora me envolvo????” “fiz a escolha certa mesmo? e se eu descobrir que eu deveria ter escolhido o outro e já for tarde demais?”. Nossa! É conflitante. E além disso tem o lado cujo qual temos ciência: Homem e mulher são diferentes (em termos de personalidade, sensibilidade e fora é claro, distintos anatomicamente).
    Pelo que nos disse, entre você e ela nada aconteceu. E assim também em relação a você e ele.
    Vou te dizer a minha opinião, ok? Bom, eu particularmente não creio ser possível amar duas pessoas ao mesmo tempo. Se você tem a consciência de que se trata literalmente de “amor”, digo, algo mais que gostar… bom… você o ama ou a ama. E gosta, tem um carinho, um apreço e uma admiração bem significativos, mas que não chega a ser “amor” de fato, por um apenas. Mas, Dimitria, isso é tão somente uma opinião minha. Então… de acordo com esta minha ótica e se de repente você vir a saber distinguir a intensidade dos sentimentos para com cada um, bem, caberá a você optar por quem te “completa” mais.
    Bjo

    • Princess disse:

      Concordo com vc Carol.
      Achamos que amamos 2 pessoas mas tb acho difícil acontecer isso…
      Pode ser amor por uma e tesão carinho pela outra, e acabamos nos confundido, sei lá.
      Dimitria sei o quanto é difícil essa escolha ou melhor acho que nem deve fazer uma escolha pq sempre vai ficar pensando poxa e se tivesse ficado com a outra pessoa….
      Vira um conflito eterno na cabeça.
      Vcs tem quantos anos ( você, a “amiga”, e o cara?).

      • Carol disse:

        Oi Princess! Bom, entendo o teu modo de pensar, porém eu não concordo que quando há essa indecisão, esse tipo de conflito amoroso, a pessoa não deva escolher um dos dois. Em minha opinião, há sim de se fazer uma escolha.. na vida é assim, fazemos escolhas a todo tempo e algo sempre fica para trás. Inevitável.
        Pois bem… Caso a Dimitria não optasse por um dos 2, eu não acharia isso tão justo com ela mesma. Sabe por quê?

  40. Carol disse:

    Bom, porque caso ela optasse por um dos 2, obviamente que um seria “esquecido”. Certo ainda que ela poderia sentir a falta do que optou por nada. Mas acredito eu que ao deixar ambos excluídos de sua vida seria muito mais doloroso. Imagina! Com um ao lado, ela sentiria pelo outro, mas sem NENHUM dos 2, tudo se complicaria mais.. seria bem mais doloroso para ela. Não o teria e nem a teria. E não acho que ela deixaria de viver com um deles ainda que tenha toda essa confusão. Afinal, ela ama!

  41. Carol disse:

    Alguém ela ama. E se recusar a viver algo com quem ela realmente deseja pode lhe trazer futuros arrependimentos e inquietudes.
    E eu tenho a certeza de que por mais que venhamos a tentar ser racionais, no q diz respito a sentimentos por outra pessoa, bom, na maioria das vezes nós perdemos o controle, a razão que tentamos prezar, mas que no fim a nossa emoção nos faz agir impulsivamente.
    Então, eu termino dizendo q melhor é ter um que nenhum. E ela vai optará por alguém, ainda q ñ o q ame

    • Princess disse:

      Então…….

      Estou na pista Dimitri se estiver confusa e sem saída esqueça os 2, e vem comigo rssss.(brincando pra descontrair um pouco)

      É complicado demais essa vida ou somos nós que a complicamos?

  42. Dimitria disse:

    Senta que lá vem história meninas kkkkk

    Ele é uma paixão antiga de 10 anos atrás, que eu achei que tinha esquecido, só que não…
    Nós nos reencontramos, e a sintonia, a química é a mesma, não consigo explicar…mas o que mata é a distância, ele mora em outra cidade, tem uma namorada, enfim…
    Ela já mora aqui em Sampa, meu amor virtual, ainda não a conheço pessoalmente mas sinto que ela tem a minha alma, é estranho falar sobre isso, mas é assim que eu sinto..
    Eu tenho 40, ele tem 35 e ela tem 30…
    Sabe, confesso que eu ficava muito confusa sobre essa turbulência de sentimentos, desejos mas ultimamente tenho estado mais leve, senão a gente pira rs

    • manusouzasite disse:

      Dimitria olha so viva o que tiver que viver marca um encontro com ela conheca ela primeiro se tiver vontade saia SIM para algo mais intimo e veja depois o que realmente te faz feliz….nao morra antes do tiro!
      Pois vc estar deixando ela vire p conhecer alguem e vc derrepente perde seu grande amor e nem ele e seu pois tem outra entao VIVA.
      Se quiser tocar emails fique a vontade. jnnpsouza@gmail.com

      • Dimitria disse:

        Princess, eu acho que o ser humano é simples, a vida é simples, acho que os condicionamentos culturais é o que nos aprisiona. Desde pequenos, somos criados, modelados, que para você ser uma pessoa feliz, você precisa de um companheiro, se você é mulher, você tem que casar com um homem e vice-versa. Diariamente somos estimulados pelo mundo, pelas pessoas, pela diversidade. Acho que para saber administrar tudo isso, é uma questão de olhar, do seu ponto de vista…

    • Carol disse:

      “…meu amor virtual, ainda não a conheço pessoalmente, mas sinto que ela tem a minha alma…”

      Nossa, Dimitria! Que “loucura”, né… parece ser algo bem intenso. Muito forte, isso que você nos falou..

      • Dimitria disse:

        Mas é verdade Carol, ela virou minha amiga, cúmplice…a sensibilidade, o carinho, é outra coisa comparando com um homem. A maioria dos homens não se entregam, não se revelam, sempre fica um vácuo, pelo menos, eu tenho essa sensação.

  43. Princess disse:

    FELIZ DIA DAS MULHERES A TODAS DO BLOG!!!!
    BJÃO MENINAS 🙂

  44. Dimitria disse:

    Oi Dany, visualizo a cena, eles fazem o sexo, viram para o lado, dormem, e nós ficamos naquele vazio :S
    Concordo contigo! Mas ao mesmo tempo, nós mulheres temos culpa nisso também, impomos um comportamento machista aos filhos homens e isso é passado de geração a geração, quem sabe, um dia, isso mude…

    • Princess disse:

      tomara que mude mesmo Dimitria!

      • Carol disse:

        Dimitria, as pessoas em geral são complicadas. Acredito q nós mulheres sofremos um pouco mais devido a nossa sensibilidade. O homem é o “rei do pedaço”.. Pelo menos assim eles se sentem.. e infelizmente isso não acaba pq algumas de nós afirmam q faz parte “da natureza do homem ser “insensível”, machista e garanhão”, e os homens se acomodam com essa “nossa” “aceitação” e tornam-se cada vez piores.
        Concordo com a tua linha de pensamento. Vamos educar nossos filhos com valores diferentes!

  45. Princess disse:

    Saudades de todas por aqui….
    Carol
    Dimitria
    Dany
    Madu
    kd vcs meninas???
    bjs 😉

  46. Princess disse:

    Ufa, pensei que tinham abandonado o blog.
    Como vcs estão? Namoros? Rolos:? Paqueras?…..
    Eu tô ainda enamorada pela “amiga”. Não sei mais o que fazer, estamos afastadas fisicamente e virtualmente também 😦
    uma droga!!!!

  47. Mary Ferraz disse:

    Oie ^^
    Prazer tds 🙂 Euzinha aqui denovo .hehe 8)
    Bom Eu ja escrevi aqui nesse blog.
    Eu era bem novinha nao sabia mto que eu queria, que eu escrevia.
    E pra piora menti ja mto ,mais fax parte, sempre contei as histórias meio por cima!!! bom eu sempre fui apaixonada por mulheres masculina…nao sinto nem um poukinho de atração por mulher feminina …
    Já fui várias vezes Qndo era mais novinha ainda em Casas noturna. (Boates GLS).
    tipo ja namorei 5 mulheres á distância, cada uma no seu tempo. Rs, Sempre durou meus relacionamentos à distância namo 3 ou 4 meses.
    Sempre achei que eu era paixonada por uma das mulheres que eu conheci a distância, até me assumir por ela ,Porq pra mim eu amava mto ela ,Mais nunca dei valor nela…
    Pra mim antes era só uma curtição,passa tempo ,isso que eu achava …
    Tipo vir de família evangélica, sou evangélica. (Frequentou ainda igreja ) pra minha família foi algo q choco todos ,ninguém nunca esperava isso de mim, pois eu nunca demonstre gosta de mulheres.
    Me assumir, fui de cabeça .
    Me assumi com 15aninhos …
    Hoje tenho 16 p 17anos …
    Já fiquei com 3 moças aqui da minha cidade .
    Sempre beijei mulheres, naquele tempo não queria algo mais com as moças .graça Deus elas sempre me respeito.
    Mais com tempo curiosidade aumentou, e até que eu encontrei minha atual que se chama Adriana
    e agora eu estou namorando my Môh
    ( pra acabar com biquinho do goiás, eu Namoro á distância ela faz 1ano i pouco ) ainda gente não se encontro. Mais vamos se ver .
    Ela me fez esquecer da outra que eu achava que amava.
    Pois agora sim sei que é ama .
    Aprendi com ela.
    Bom hoje dia sou assumida tds saber que eu gostoso de mulheres.
    Que eu sou Lésbica.
    Mts não aceita minha escolha mais como diz aquele ditado “Vida é Minha e eu Faço que Eu quiser ”
    Não ligou pra opinião de ninguém.
    Eu Qro mais ser feliz e pode encontrar my bb ^^ logo 🙂
    Eu falou se vc ver que vale apena,
    Vai a luta ,correr atrás do seu amor da sua vida,Porq vc não sabia quantas oportunidades a vida vai te da pra ser feliz. Proveita enquanto ah tempo.
    Seja feliz.não se preocupe com que pessoas vão dizer não .
    A não ser q paguei suas contas da que comer pra vc.
    Caso mora com os pais i tal.
    Tipo moro com minha mãe. I eu nem liguei me assumi e pronto.
    Hj sei q é ama. Mais falta ainda mto pra mim aprender isso eu sei.
    Sou uma menina um poukinho complicad pra lidar .
    Obs :Agora que alguns pessoas diz pra mim ,q eu estou iludida i tal.
    Mais não estou Porq sei bem que eu Qro.
    Bom espero q vcs goste da minha pequena história. Beijinhos :*

  48. Mary Ferraz disse:

    Bom eu antes disso tdo ….
    Era apaixonada por uma Masculina daqui da minha Cidade .
    Infelizmente ela era irmã do meu namorado. Não puder fica com ela .
    Gente Quasei deu uns pegas… ^^
    Mais acabei não conseguindo fica com ela . 😦 pelo fato dela ser irmã do meu namorando .(ex)
    Eu antes de conhecer minha atual eu dizia ser Bissexual.
    Porq tipo já fiquei com moços tbm.
    Mais nunca tive relações sexual,
    Com nem um dos dois sexo. (Homens e mulheres )
    Tirando uns pegas que eu dava na minhas primas i nas amigas quando era criança, eu gostosa deis de pequena de beijar minas…
    Pra mim antes era simples curiosidade, agora sei que é desejo ,Amor ,carinho pela pessoa do mesmo sexual.
    Até hoje eu to pouco na fase da aceitação, é pouco difícil, pois tem muita gente que tem preconceito contra homossexual.
    Alguns pessoas da minha família fica fazendo piadinhas sem graça em relação lês i bi .
    Mais nem ligou isso é recalque u.u
    Porq eu tiver coragem de me assumir. ..
    Bom na minha família tem 3 lésbicas assumidas q são casadas .
    E outras Bi q estão no armário. rs
    As recalque , Porq tiver coragem elas não. u.u
    Então, eu sou virgem …
    Estou esperando chega momento certo i hora certa .
    Mais as pessoas deve pensar se essa mina nunca teve relações sexual com nem um dos dois como ela sabe ?! Tipo eu sei que gosto de moças masc. Ou meio termo.
    Pelo fato de só beija me da um fogo q eu não tenho quando beijava moços .
    Viu como sei pelo fato das mulheres ser mais compreensível, carinhosa ,romântica, sabe com trata uma moça bem. Sempre elogia ,nota até os últimos detalhes.
    Coisa q moços não ver isso .
    A não ser q seja ( gay ).
    Obs : essas moças q eu namorei á distância conheci na UOL bate papo
    Bom essa mina história….
    Tiver ja varios amor .
    Mais as unicas qie achei que era meu grande amor é jeeh i Adriana.

    • manusouzasite disse:

      Mary vc é virgem?
      Vc nunca transou nem com homem e nem com mulher é isso?
      Se sim, eu aconselharia você a transar seja com mulher com homem enfim…para ver se é isso msm para depois levantar a bandeira….
      Pois já conheci pessoas que so tinha transado com um cara por ele ser uma bosta de cama elas achavam que gostavam de mulher na hora do sexo elas não se completava já vi muita lesbica com duvida para a primeira mulher delas n foram tão carinhosa como elas pensavam…e já muito hetero vira gay.
      Então meu conselho é experimente primeiro pq eu amo meu cachorro e não transo com ele!

  49. fabia disse:

    Olá a todas, depois de ler tantos exemplos de experiências de vida e alguns deles parecidos com o que estou a passar agora. Eu sou hetero tenho 28 anos e tenho namorado.
    Mas aconteceu me algo que está me a deixar nem sei como lol. Eu estou a fazer uma formação,um curso, e conheci uma rapariga L-I-N-D-A!! e comecei a falar com ela sobre um pouco de mim e ela sobre ela e descobrimos que temos algo em comum lol e rimos imenso e fiquei com vontade de a conhecer melhor e achei que o facto de estarmos a fazer uma formação juntas isso iria ser uma grande ajuda pois conseguiriamos estar juntas e irmos convivendo, mas mal de mim sabia eu que ela acabaria por desistir da formação pk arranjou trabalho… ainda assim fiquei com o facebook dela e o email no skype. Mas é muito dificil de falar com ela pois não somos muito chegadas e eu so estive com ela 1 dia que foi qd a conheci, mesmo assim perguntei se poderiamos ser amigas e ela disse que sim mas é a tal situação não somos intimas… mas o problema é que ela não me sai da cabeça e recordo esse dia sempre. Já quis pedir o nr dela mas não tenho coragem, queria mesmo muito conhece la melhor… não sei o que fazer mas se me poderem ajudar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s