Contando sobre o namoro com uma mulher

Publicado: 30 de novembro de 2012 em Histórias reais
Tags:, , , , , , , , , , ,

GaysDepois de dois anos, pela primeira vez, a minha namorada conseguiu contar para a mãe sobre o nosso namoro. A resposta da mãe dela: “Eu já sabia”.

Geralmente, as mães nos conhecem mais do que imaginamos. Ela já sabia que morávamos juntas e já sabia de uma série de outras coisas.

Ela sempre soube, mas nunca “concordou”, apesar de sempre ter me tratado muito bem (não posso reclamar de absolutamente nada). Na visão dela, como na visão de muitos pais, o namoro homossexual é “errado” perante “os olhos de Deus”.

Mas, no fundo, ela sabe que a nossa relação é saudável e nos faz bem. E sei que é isso que Deus quer, é isso que ele realmente nos deseja. Agir conforme o nosso coração, os nossos verdadeiros sentimentos. Essa é a verdade que muita gente não consegue ver.

E quem não consegue ver sofre muito. Porque não dá para se desvencilhar do que realmente sentimentos, de quem realmente somos. Alguns pais e preconceituosos acham que é realmente uma “opção” gostar de alguém do mesmo sexo. E dessa forma, muitos deles preferem “forçar” os seus filhos a serem o que não são. Um grande erro.

Aos poucos, essa barreira será quebrada e as pessoas conseguirão dizer naturalmente o que realmente sentem e desejam. Só para dar um exemplo, a maioria que acessa esse blog se diz “heterossexual” para todos que conhece, inclusive, muitos são casados ou namoram alguém do sexo oposto. Só que eles são bissexuais ou até homossexuais, mas têm medo de viver “o novo”. Medo de serem rejeitados pela família, medo dos amigos, medo dos colegas de trabalho, medo do “que os outros vão pensar”.

Seria mais fácil se todos soubessem que isso é muito mais comum do que imaginamos, as pessoas só não falam.

Anúncios
comentários
  1. Dany disse:

    A sua namorada é bi ou lésbica?

    • blogsoubi disse:

      Ela é bi, Dany. Por quê?

      • Dany disse:

        Pq se a mae dela já sabia, da impressão de q ela já dava sinais de gostar de mulheres e ai nesse caso não tem desculpa, pq quando tu é bi, fica aquela
        “esperança” q vc “volte”, q seja uma “fase”, saca? A mãe questiona mais quando vc ficava com homens…. fica perguntando “ué, mas tu n curtia homem, te due? é pra chamar atenção? vc teve problema com namorado?” ecoisas assim, ela sempre acha allgo pra culpar!! Quando a mina sempre foi lésbica não tem nada pra questionar…

      • blogsoubi disse:

        Dany, acho que pode fazer algum sentido isso que você diz. Mas muitas lésbicas também namoraram homens (por pressão ou pra tentar esquecer as mulheres). Então a cobrança passa a ser a mesma. A maioria das lésbicas que eu conheço já ficou com homens. Muitos gays também já passaram por isso. Conheço gays (bem afeminados) que já engravidaram mulher. Acho que sempre vão nos questionar, porque nem sempre é fácil de entender, né? Às vezes, nem a gente se entende muito bem, né? Estamos todos tentando compreender melhor tudo isso… rs! Abraços, Dany!

  2. Lola disse:

    Verda todos tentao se esconder por medos, eu mesma sou uma delas, tenho muito medo da minha mae, ela nao é preconceituosa, mas ela nao aceitaria um filha bi o homo…na cabeça dela é “nojento”. Minha irma mais ficava as vezes com mulheres, mas hoje ela é casada e tem uma filhinha de 2 aninhos uma graça. Ainda pretendo me assumir, mas nao agora tenho apenas 17 anos, vou esperar eu sair da casa da minha mae pode demorar mais vou ter que esperar é o melhor a se fazer..
    Amei o post me indentifiquei muito com ele.
    Bjus Flor, seu blog é perfeito! 🙂

    • Luci disse:

      Interessante o modo cm vc pensa Lola, vc não quer enfrentar os seus pais, esse é o melhor modo de se assumir na minha opinião, provavelmente irá sofrer menos.

  3. Luci disse:

    Oi, estou comentando pela segunda vez, e amei esse post claro, que bom saber q vocês acreditam q Deus quer que vocês sejam felizes, pois é verdade. E com sua namorada pelo que vi também foi difícil contar pra mãe, mas realmente é quase sempre é assim, vocês estão tentando ser um casal há dois anos, “tentando” porque fazer coisas simples de casal vocês ainda não conseguem e isso é doloroso, vocês se gostam, moram juntas mas ainda não vivem cm um casal falta muito. Bom, mas você disse q eu podia dar sugestões e vejo que vocês levam o seu relacionamento bem a sério e em nenhum post notei q você queira ou pense em ter uma família e nem q sua namorada pense o mesmo, mas eu não quero me intrometer, só queria saber o você pensa a respeito é um tema bem complexo e não conheço nenhum casal homossexual q tenha filhos, gostaria de saber como é essa realidade no Brasil. Como você vê? você já pesquisou sobre isso? enfim tudo, bom e fiz o possível para o comentário não ficar longo e chato rsrsrs, bjs 😉

  4. Luci disse:

    Há e eu pensava q sua namorada era somente lésbica, acho q um outro post vc tinha dito q ela e dois amigos seus não acreditava na bissexualidade, hum curioso só isso. Mas que bom q a mãe dela aceitou né, isso q é importante.

  5. Joana disse:

    Amanda ve o email que te mandei 🙂

  6. Miriam disse:

    amei o post… é isso mesmo… sou casada e vivo infeliz pois nao amo mais o meu marido mas tenho medo de encarar a realidade e a sociedade, fico pensando no que meus filhos adolecentes e meus pais vao pensar se eu me separar e de repente começar a me relacionar com alguem do mesmo sexo, pois nao sinto mais atraçao por homem nenhum… estou aberta a conselhos… obrigada

  7. […] Miriam em Contando sobre o namoro com uma mulher […]

  8. Daiane disse:

    Ooi sou lesbica,tenho uma vizinha que e lesbica tambem,tipo agente troca olhares so que nunca tive coragem de chegar nela,pq tenho medo da relacao dela,oq eu faco? Eu sou louca por ela,nunca senti algo assim por alguma menina,e mto estranho isso e ao mesmo tempo legal! Me ajuda por favor,oq eu devo fazer?

  9. Dianna disse:

    Oi amanda.Por incrível que pareça,me sinto mais segura para falar aqui do que com minhas amigas.Tentei conversar com minha mãe hoje de manhã,mas acabou que ela nem ao menos deu permissão para me liberar na portaria.Não sei,isso me machucou muito,mas acho que não faz mais tanta diferença assim.Minha mãe é depressiva e isso me preocupa muito,então pergunto para meus tios sempre que posso como ela está.Realmente me dói,mas estou completamente afastada da minha mãe.Semana que vem vou me mudar para Toronto,e não queria ir nesse clima,mas ela não me dá espaço.Acho que cansei de tentar uma reaproximação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s