Por que é tão difícil contar que sou bissexual?

Publicado: 15 de novembro de 2012 em Bissexualidade feminina, Bissexualidade masculina
Tags:, , , , , , , , , , ,

Acabo de falar de medo no último post e ainda o cultivo. Sim, eu ainda tenho medo de me assumir para qualquer pessoa. Às vezes me sinto uma hipócrita.

Hoje foi um desses dias em que o medo de confessar que namoro uma mulher me invadiu. Como vocês já sabem, moro com minha namorada. Marcamos para hoje à tarde de receber uma pessoa para instalar um equipamento aqui em casa. Como estávamos no trabalho e a empresa não tinha horário para depois das 18h, o zelador nos fez o grande favor de receber o funcionário.

Por sorte, eu cheguei quando o rapaz ainda estava fazendo a instalação do equipamento e pude tirar as minhas dúvidas. O pedido estava no nome da minha namorada. Foi então que ele perguntou: “O que você é dela? Irmã, cunhada, tia?” Meu cérebro logo pediu um tempo para pensar e perguntei: “Como?”. E esperei que ele repetisse a pergunta para eu pensar em uma resposta. Ele fez a pergunta novamente e respondi de pronto: “É minha amiga”.

Foi a pior resposta que eu poderia ter dado. Fiquei irritada comigo mesma nesse momento. O pior é que eu sei que nunca mais verei aquele homem na vida e que ele não teria como contar para ninguém sobre mim (e se contar, as pessoas nunca vão saber quem eu sou). Então por que eu não disse logo, da forma mais natural possível, que ela era a a minha namorada? Fiquei com medo da reação dele. Achei que ele pudesse fazer uma cara estranha, ficar sem graça, me deixar constrangida ou sei lá o quê. Obviamente ele não me xingaria (ou seria demitido depois que eu fizesse uma reclamação) e nem teria qualquer reação exagerada. Mas mesmo assim eu fui covarde.

Essa não foi a única situação. Quase toda semana passo por algo assim. No posto aqui do lado de casa, quase todos os frentistas sabem que namoro uma mulher (conto sobre isso nesse post). Ora ou outra passamos por lá juntas e até já nos beijamos na frente de um deles, sem qualquer constrangimento. Mas nem todos eles sabem. Outro dia, quando pedi algumas informações sobre o carro, um frentista que não sabe do meu namoro me disse: “Pergunte ao seu marido, sei que ele vai concordar comigo”. Fiquei sem reação na hora. Deveria ter dito, “não, moço, eu namoro uma mulher. Mas certamente ela saberá sobre isso, vou perguntar sim”. Mas eu também não tomei essa atitude.

No trabalho, a mesma coisa acontece. Vira e mexe o pessoal me pergunta se estou com alguém e eu sempre desconverso. Acho que eles já até desconfiam. Outro dia, quase falei… mas o medo falou mais alto e novamente me calei sobre o assunto.

Na minha roda de amigos, só os mais chegados sabem (desde o começo). Mas também ainda não tive coragem de falar pra todos. Eu sei que se eu falar pra um, todos vão saber, a notícia vai se espalhar e eu vou ter de lidar com isso de vez. Sim, eu estou adiando esse momento: ter de lidar de verdade com alguns preconceituosos. E por que eu ainda tenho medo disso? Não faço a mínima ideia, porque vou ser feliz com eles ou não.

E eu sei que algumas pessoas vão dizer (como eu mesma já disse): nem todo mundo precisa saber da nossa vida. A gente não sai por aí dizendo que é heterossexual. Mas se eu tivesse um namorado, eu já teria falado para todas essas pessoas que eu não falei. E se eu tenho CERTEZA de que a homossexualidade e a bissexualidade são normais, por que escondo isso? Aí está o meu grande erro. E vou tentar consertá-lo o quanto antes.

——-

Logo quero fazer outro post dizendo que estou falando abertamente e naturalmente sobre o meu namoro. E vocês? Contem um pouco sobre os seus medos. Sei que algumas leitoras nunca falaram com ninguém sobre o assunto e só conseguiram conversar sobre isso aqui no blog. E sei também que se muitas confessarem para a família, podem ser expulsar de casa, infelizmente…

Anúncios
comentários
  1. janaina disse:

    É verdade, Amanda, penso e sinto da mesma forma.
    Passo pelo mesmo sempre. Esses dias estava no trem conversando com um conhecido do bairro, e ele começou a falar mal da namorada, ai ele perguntou se eu namorava, eu respondi que sim, e ele começou a perguntar sobre o meu “Namorado” e eu falei super bem da minha “namorada” mas, em nenhum momento disse que era uma mulher, não tive coragem.
    Esses dias uma tia me perguntou, “como pode uma menina tão bonita (ela que disse) estar solteira?” (não tive coragem de contar a minha tia que tenho alguém e que a amo).
    Tenho muitas amigas e conhecidas que quando estão apenas ficando com um cara pegam uma foto do mesmo e mostram perguntando se ele é bonitinho, se elas não vão passar vergonha e coisas do tipo. Essa nossa forma de amar (amar pessoas e não rótulos) esse amor que vivemos, é o mais verdadeiro, pois, nos agarramos nele como uma planta que nasce no cimento, firmes e fortes, mas, não é algo para se exibir, a pessoa é a nossa maior felicidade o artista principal, as outras pessoas são secundárias,.aprendemos a ser feliz com o que temos, e não com o que as pessoas pensam que temos, não é aparência, é real.
    Mas, uma coisa é fato, não existe nada mais gostoso do que estar num ambiente em que vc pode estar a vontade com o seu amor, sem se esconder, felizes e mostrar a todos a sua felicidade.
    Espero ter me expressado bem.

  2. Gi... disse:

    Concordo…e isso é uma das poucas coisas que eu sinto falta…sabe andar de maos dadas,fazer carinho em publico…conversar sobre nos…sem medo de ter um conhecido perto, isso me sufoca um pouko,nao gosto de viver assim.parece que to fazendo algo muito errado…oq na verdade nao é. Me sinto um personagem que durante o dia sou uma coisa a noite outra. Como amar pode ser visto como algo errado…..sujo?? Eu nao entendo.

  3. Erica disse:

    Ai Amandinha, que situação…assumir no trabalho é fogo, pois as pessoas podem ser muito más. Aqui no meu trabalho só não sacaneam uma amiga pois ela não se assume pra qualquer um. Não sei o que te falar, pois sei que pode ser frustrante, mas isso vem com o tempo, com a maturidade. Eu também não consigo sequer abordar esse assunto. O medo de ganhar essa pecha me paralisa. Acho que são passos que tem que ser dados em certos momentos. Antes eu nem tinha consciência. Não conseguia entrar num chat. Não conseguia escrever sobre isso. Agora já estou mais à vontade. Porque você tem essa necessidade? Tem que ter coragem, linda e ser forte pra aguentar o tranco. Mas a minha situação ainda é pior que a sua né? Beijos

  4. John disse:

    Adorei seu blog, contei um blog de contos secretos que ocorreram na minha vida, se puder dar uma olhada ficarei muito grato.

    http://johnnysexualdiary.blogspot.com.br

    Parabens por seu trabalho.
    Att,
    John

  5. Thaís disse:

    olá, eu não conhecia o blog, mas gostei muito, e me identifiquei com algumas situações.
    Estou “ficando” com uma menina já fazem dois anos, acredita? e mesmo assim eu não consigo dizer “namorando”, e muito menos ela.
    Esse medo enorme de assumir, principalmente pra mim mesma tá me deixando louca já, por isso ando procurando ajuda através de blogs, que é a forma mais discreta e anônima possível.
    Eu já falei pra minha família e algumas amigas, fazem alguns meses, mas o assunto em casa é pouquissimo falado. Eu inclusive to fazendo análise, com um psiquiatra, pq meus pais acharam conveniente, o que tá até sendo bom.
    A culpa talvez seja minha mesma, pq me “assumi” dizendo que eu estava com DÚVIDAS quando a minha sexualidade, e a obsessão de rotular tudo não me permitem assumir qualquer coisa, e muito menos a meus pais.
    Fico com medo de assumir agora e logo me apaixonar por algum cara.. pq já tive varios namorados. Esse é o grande problema. E meus pais acreditam que nenhum homem irá me querer no futuro se souberem do meu “passado negro”.
    Não sei se tu me entendes.
    Tá difícil a situação por aqui.
    Mas espero que ambas consigamos um dia dizer em alto e bom tom que estamos namorando uma mulher, e que somos muito felizes assim.
    Vou seguir lendo seus posts! 🙂
    abraço!

  6. Polly disse:

    Olha Amanda e demais.Como já foi comentado aqui,acho que ninguém tem a ver com a vida de ninguém,mas será que não somos um pouco hipócritas mesmo?logicamente ninguém precisa sair por ai se beijando e se agarrando pra todo mundo ver,mas tem situações que não precisa tanto pudor.Olha eu não declaro abertamente meu amor por uma mulher pq sou casada,e pior,tenho filhos,mas já disse a ela que se não fosse isso,não teria nenhum problema,até pq mesmo eu sendo casada e não podendo viver o meu amor,não escondo das minhas amigas que amo uma mulher,e até no meu trabalho tem gente que sabe,sei do perigo que corro,mas acho que a vida é minha e não escolhi amar uma mulher,não amo o sexo dela, mas ela.
    Ela já nunca teve coragem de dizer pra ninguém,mas eu entendo.
    Queria mesmo era ser livre,aí não tinha nada a esconder,logicamente discrição cai bem em qualquer situação,mas poder ser e dizer o que somos só vai fazer mal a quem já é preconceituoso e esses jamais iremos mudar.Podemos ser lésbicas,bissexuais etc sem sermos vulgares e há coisas bem mais passíveis de ser escondidas do que isso.
    Mas,cada um faz o que se sente melhor,não estou criticando ninguém,só estou dando minha opinião.
    Bjão a todos!

    • Marina disse:

      Desculpe Polly a indiscrição, mas queria perguntar se vc consegue ser feliz assim? Digo, amando uma mulher, mas casada com um homem?
      Se vc queria muito ser livre não seria melhor abrir mão de um casamento de fachada (não sei se é o teu caso), para buscar a felicidade acima de tudo?
      É só um pensamento meu, mas não sei nada da sua vida, e não quero me meter, somente compreender, pois ninguém, inclusive eu, estou livre de que isso ocorra na minha vida.
      E como vc disse, cada um sabe de sí.
      abraço!

      • Polly disse:

        Mariana,sei que é difícil entender,mas vou tentar explicar: Meu casamento ruiu muito com o passar do tempo,e consequentemente me vi amando uma amiga,fiquei super perturbada,cheguei a sair de casa,mas vi minha família se destruir,pois tenho dois filhos e minha filha é adolescente e faz acompanhamento psiquiátrico,meu marido é um homem muito bom,e muito religioso,nunca duvidei do seu amor,mas as coisas aconteceram de uma forma que não escolhi…enfim,por enquanto,não posso largar minha família e fazer todos sofrerem,gosto muito dele,pela pessoa que ele é,e resolvi cuidar da minha família que precisa muito de mim.É fácil qdo somos livres decidirmos algo assim, qdo se tem filhos não.Só sabe quem sente na pele. Mãe nenhuma consegue ser feliz vendo seus filhos sofrerem.Por isso vivo dessa forma.Não sei se um dia Deus vai resolver essa situação,só sei que no momento não posso fazer o que quero,pois não é só minha vida que está em jogo.
        A felicidade não está acima de tudo,a felicidade não existe qdo causamos o sofrimento de pessoas inocentes,é impossível ser feliz assim,pelo menos pra mim.
        Mas isso só entende quem é mãe e quem teve uma mãe que abriu mão da própria felicidade pra ver seus filhos felizes,como eu vi a minha fazer.Não posso ser egoísta.
        Sigo minha vida com esse amor no meu coração,ele é só meu e só vai sair daqui qdo Deus quiser,aqui dentro ele é livre,é meu e ninguém arranca,sofro,mas ele tb me traz muita alegria,sonhos,esperanças… esse é o meu amor,não sei como surgiu e nem pra onde vai me levar,só que está comigo e não farei nenhum esforço pra arrancá-lo daqui.

        Bjão!! Tudo de bom!!

      • Marina disse:

        É complicado mesmo. Como eu não tenho filhos nem marido não posso dizer, mas talvez agiria da mesma forma, entendo vc. Realmente a felicidade não depende somente da realização dos nossos desejos, mas também de ver quem amamos felizes. Espero que dê tudo certo na sua jornada e q vc seja mto feliz! Bjss

    • Coelha disse:

      É semelhante a minha situação,com a diferença que minha filha tem 7 anos,e apesar da pouca idade dela,já explico sobre essas outras “opções” de vida e relacionamento,ela esta na fase dos porquês e digo a ela que a pessoa tem que ser e fazer o que a faz feliz respeitando os demais,de qlquer forma eu penso que filho nenhum é feliz vendo sua mãe todos os dias vivendo a infelicidade e frustração,quase que uma vida desperdiçada, filhos crescem,saem de casa,casam,tem filhos tb e vão viver suas próprias vidas,e o que nos vai restar é o vazio,cada um que se resolva enquanto adultos.

  7. Dany disse:

    Para Amanda,

    Acho que vc annda está preocupada com o que as pessoas irão pensar, ou com medo de alguem queimar sua reputação, isso explica o pq vc tem medo de se identificar. De cert forma, vc tem medo que as pesoas q vc conhece tenham acesso as informações contias no blog, ou mesmo fora dele, que descubram de uma forma q vc não quer quem tu é de fato. Olha amiga, vc não vai querer se dentificar virtualmente, a menos que se assuma primeiro pras pessoas proximas, em putras palavra,s enquanto vc não tiver a coragem pra se assumir pra pessoas do seu convivio, jamais vai querer se expor na net… espero que não tenha se ofendido, mas eu quis ser sincera.

  8. claudia.cp disse:

    Boa noite, ora bem eu acho dificil para uma pessoa se assumir, falo no meu caso também…ha dias que acordo e so me apetece gritar para o mundo que sou bi, mas ai paro e penso, se o fizer serei discriminada, os meus amigos alguns concordaram e me apoiaram, outros se vao por de lado, para nao falar na minha familia, nunca iria me apoiar, sabendo que apresentaria uma menina como minha namorada!! Dai eu achar que hoje em dia dizer que se é Bi, é algo que nao se ve com bons olhos..amanda parabéns pelo Blog 🙂 adoro vir de x em quando ler as suas palavras!! Beijo

  9. joicivania disse:

    noosa essa situaça é cumplicada eu mesma morro de medo de me assumir pra minha mae , minha familia amigos , o unico q sabe é um amigo de mt confiança acho q é pq ele é BI tambem ai abrir o jogo com ele sabe . se minha mae descobri q sou BI ela me expulsa de casa .o pior é q nunca beijei namorei uma mulher tô mt confusa acho q minha cabeça vai explodir n sei o q eu faço .

  10. Jéssica disse:

    Sempre sentir desejo por homem, mais agora meus sentimentos estão confusos e isso ta me deixando maluca. tem uma menina na escola que atrai muito a minha atenção não sei o que fazer ,ela não sai dos meus pensamentos, e isso ta me sufocando, é uma situação muito complicada porque não consigo falar sobre esse assunto com ninguém, não sei mais o que fazer porque não consigo me concentrar nos estudos, e sinto que isso ta atrapalhando a minha vida . O que eu faço? Alguém pode me ajudar? Por favor!

    • Bianca disse:

      Jéssica, me identifico com vc, porq estou passando por uma situação parecida com vc… Já gostei de um garoto, e sempre pensei q fosse hetero, mas esses dias sinto q tenho atração pelas mulheres bonitas… =S
      E isso com certeza nos faz sentir confusas, mas o negocio é esperar o tempo decidir e resolver o q queremos…

      • Jéssica disse:

        Bianca,verdade isso faz com que eu fique confusa. Acho que eu to ficando louca!,pois não consigo não pensar nessa garota. Acontece isso com você?

  11. Carol disse:

    Nunca passei por isso, mas imagino que deve ser bem complicado. Eu tenho 18 anos e me descobri bixexual mais ou menos aos 15. Absolutamente ninguém sabe disso, pois nunca tive coragem de dizer e só Deus sabe o quanto me culpo. Já me apaixonei por várias mulheres, todas supostamente heterosexuais. Tentei me aproximar, mas tudo que consegui foi apenas amizade, pois nem ao menos tive coragem de demonstrar meu interesse como mulher, não como amiga. Até porque a maioria delas era bem mais velhas do que eu e nem se quer poderiam imaginar que uma menina que nunca demonstrou nada (pois sou feminina, muito vaidosa e falo ou ate forço situações para falar de garotos) pudesse sentir desejos por mulheres. Seria muito ruim para os meus pais e todos saberem disso agora. Ficariam muito surpresos. Agora não é o momento certo. Só quero mesmo que o tempo passe para poder ter a tão sonhada independência.

    • Jéssica disse:

      Carol, mas você disse que desde os 15 anos já tinha meio que…se descoberto como bissexual, e eu tenho 18 anos(quase 19) e isso ta acontecendo mais ou menos a 2 meses comigo! e no momento to muito confusa. Você já sentiu o que eu to sentindo ou algo parecido que possa me ajudar? Já ficou com alguma mulher?

      • Carol disse:

        Jéssica pode ter certeza que todas as mulheres que começaram a sentir atração por outra mulher passaram por essa angústia.. É absolutamnete natural. Eu já fiquei com outras garotas em festas, mas por bricadeira e nenhuma delas fazia realmente o meu tipo. É como beijar um menino na balada só porque ele é bonito entende? Eu só posso dizer a vc que isso vai passar quando voce tiver certeza que é bi e se aceitar, mas lembre-se que voce pode ter atração só por essa menina ou pode ser apenas uma admiração. Só o tempo lhe dirá. Procure saber se ela gosta de meninas…Não fique com essa angústia dentro de voce, encontre alguem em que realmente possa confiar e se abra. Bjss

  12. nay disse:

    Bom, tenho 24 anos e sou casada a 8, comecei em um novo emprego a uns seis meses, e a mais ou menos um mês minha chefe demonstrou interesse por mim, q eu por ela, ela é casada a 9 anos e tem dois filhos, conheço seu esposo e é um homem muito bom, mas não sei como, só sei que estamos completamente apaixonadas, loucas uma pela outra, nunca me senti tao bem, ela é muito carinhosa, atenciosa, e me faz muito feliz, não sei o que vai acontecer só sei que estou confusa em relação a minha sexualidade. Ela me satisfaz muito mais que meu marido…é incrível e muito gostoso. Amo ela demais.

  13. Kamila disse:

    Passei por essa situação hoje. Hoje fui a uma loja compra um presente de natal para minha namorada, em nenhum momento disse para quem era o presente que eu buscava, em um momentos citei dizendo: ” não sei ela vai gostar” foi então que a vendedora me disse você ja viu outros modelos na vitrine eu dise que não e quando ela foi me mostra ela meio sem jeito perguntou é pra que o presente sua namorada, minha reação foi de surpresa e disse que não aff mas me arrependi de não ter falado que era para minha namorada. aff que raiva de mim mesmo.

    • Bru disse:

      Minha mae nao aceitou, e meus amigos intimos que sabem, ja meu pai que eu pensej que ia me comer viva só me disse que quer que eu seja feliz.. Emfim, nao troco
      minha felicidade por ninguem no mundo, nao foi dificil me aceitar, eu ja me envolvi com caras lindos, corpos perfeitos, mais so consigo ficar por alguns dias, eu realmente gosto mais de mulheres, e não vou correr disso, nao vejo maldade! Se alguem quiser conversar, chama ai! hahaha

  14. Violeta disse:

    As vezes e mesmo muito dificil vc nunca vai saber como as pessoas vão reagir…

  15. Bru disse:

    Esse blog é demais, estou usando ele pra dizer que eu amo mulheres, e me aceito, tenho 18 anos, sou muito feminina e quero conhecer alguém.. hahhaa, se alguém interessar! 🙂

  16. Claudio disse:

    Muito legal este blog, eu tive um relacionamento recente com uma mulher que teve experiencia homossexual, me encantei por ela, jurei ser a ultima mulher que me relacionaria, amei esta pessoa como nunca amei ninguem na minha vida, mas apos algum tempo junto descobri que ela tinha tido um relaçao com outra mulher, eu não sou preconceituoso, e ate gostaria de ter minha esposa bissexual, mas o fato dela ter escondido fez com que a nossa relaçao terminasse, pois numa relação nao importa qual a sua opçao sexual, importa ter carater, dignidade, e acima de tudo confiança coisa que ela não teve.Foi uma situaçao desagradavel, enfim gosto muito dela ainda, mas nunca mais falamos sobre, acredito que seja dificil realmente encarar os amigos as familias, numa sociedade que ainda gosta de julgar os comportamentos das pessoas….

    • Luci disse:

      Puxa Claudio, que situação chata, mas que bom que você levou isso com maturidade, você é um homem raro. Espero que dê tudo certo pra vc. E quem sabe vocês possam ser amigos pelo menos, é sempre bom terminarmos o relacionamento de uma forma saudável.

      • Dany disse:

        “é sempre bom terminarmos o relacionamento de uma forma saudável” ma nem semrpe isso é possivel pq ne mtodos tem essa maturidade.. minha ex foi infantil demais pra assumir os erros dela .

  17. Hevelyn Hespanhol disse:

    Olá… Parei de ler o seu blog, mas voltei novamente…
    Motivos: Estudos.

    Bem, parabéns ao post… Ah! Contei para meus pais sobre mim dia 10 do 06… Surpreendentemente não fui expulsa de casa… Agora convivemos com isso, eles me tratam como sempre me tratavam, só quando toca no assunto de meus amigos que eles ficam meio assim…
    Importante que não me expulsaram kkk ^^ Até os próximos posts!

  18. ines disse:

    Boa noite.. eu quiro uma ajuda. é o seguinte eu nunca reparei numa rapariga, isto é nunca me senti atraida ou nao achava nenhuma atraente porque eu so tenho olhos para os homens. mas de uns dias para cá tenho sonhado com uma menina da minha equipa e pela primeira vez achei uma menina atrente bonita e parece q ate gosto dela. pode ser só carencia mas nao sei tou confusa. sera q tou a gostar dela? nunca me senti assim, penso nela e tudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s