Ser homossexual ou bissexual e ter medo de ser feliz

Publicado: 13 de novembro de 2012 em Bissexualidade feminina, Bissexualidade masculina
Tags:, , , , , , , , , , ,

Muitas celebridades e personalidades já assumiram que são gays ou bissexuais (veja nesse link alguns deles). A exposição não é fácil. As pessoas criticam, xingam e até deixam de ser fãs quando alguém resolve se assumir. Um ator de uma série famosa assumidamente gay disse recentemente que apoiava o casamento homossexual e foi praticamente “linchado” no Facebook.

Por que as pessoas ainda fazem isso? Porque foram criadas assim. Elas foram moldadas para acreditar que isso é errado, pecado e vergonhoso. E por isso negam também a possibilidade de um dia sentirem isso. Já perdi as contas de quantas pessoas no blog me mandaram mensagens desesperadas tentando negar esse desejo. Alguns até dizem já ter pensado em se matar.

Esse medo começa nos pais. Pouca gente não teve medo de saber qual seria a reação do pai e da mãe ao contar sobre a homossexualidade ou bissexualidade.

Primeiramente, os familiares precisam começar a ler e a entender sobre o assunto para abolir qualquer preconceito. Se não acreditam em nada do que leem, pelo menos conversem com seus filhos sobre o assunto. Será que vocês estão permitindo que eles sejam felizes?

Colocar para fora de casa, ameaçar e agredir não vai mudar a identidade do seu filho. Só o deixará infeliz e com medo de ser ele mesmo.

Por que as famílias ainda sofrem com isso? São apenas duas pessoas se amando. E isso acontece desde que o mundo é mundo. Não é algo da sociedade moderna, como muitos pregam sem conhecimento.

Não canso de dizer que vivemos em uma sociedade de mentiras. As pessoas não falam o que realmente sentem ou desejam, porque elas têm medo. Medo do que os outros vão falar. Medo do que vão pensar. Medo de estarem erradas… medo, medo, medo. É a sociedade do medo. Não conseguimos fazer nada, porque temos medo de tudo.

Eu já superei alguns medos. Não todos eles, mas uma boa parte. O primeiro deles foi ter a coragem de me envolver com uma mulher e ter a certeza de que eu não estava fazendo nada de errado.

Construir uma vida com alguém, com respeito, amor e sinceridade não pode ser pecado. Nem aqui, nem em qualquer lugar do universo. Disso eu tenho certeza.

Anúncios
comentários
  1. Juliana Menezes disse:

    Eu sei que não dá pra contar pros meus pais sobre minha bissexualidade. Ambos são muito religiosos e preconceituosos.

    Para namorar uma mulher, terei que está morando na minha própria casa, não na casa dos meus pais.

    beijos

    • Dany disse:

      Ju, estou te aguardando me adiciona no msn, me adiciona no facebook? Meu face é o Dany Lively, bjo

    • Dany disse:

      Por isso vc namora esse rapaz ou tb pq gosta msm dele? como se sentiu namorando ambos os sexos??

      • Juliana Menezes disse:

        Olá, Dany!!!

        Não tenho facebook. Te adicionei no msn, mas quase não entro mais. Vou tentar te mandar uma msg offline.

        Eu nunca namorei mulheres, só homens. Estou com meu namorado pois o amo demais mesmo, assim como amei meus outros namorados. No momento, não me vejo com mais ninguém, só com ele.

        Não excluo a possibilidade de namorar uma mulher no futuro.

        beijos

  2. Suelen disse:

    Olá meninas, acho que assim como a Amanda ja comentou em alguns posts, tem pessoas que tem necessidade em compartilhar sua vida com os pais, familia e amigos, outras não, tipo eu. Não é viver umas vida de mentira, mas ser reservada, vc sendo homossexual blz todo mundo sabe o que é pode nao aprovar mas tudo bem, agora bissexual fica com a impressão de promiscuidade sabe?!! Então eu sempre procura me preservar, e como nunca tive intimidade e necessidade de dividir tudo com meus pais e familiares, simplesmente não faço. Eu já tenho 23 anos, divido apart com uma amiga, ela tbm é bi, nos entendemos bem e assim temos nossa privacidade e mandamos nos nossos narizes kkk…
    Bjoss

    • Dany disse:

      Sem contar que vc sendo bi, os pais podem qeurer forçar uma barra pra vc namorar alguem do sexo oposto.., mas e se vc prefere alguem do MESMO sexo, como faz?? Saca, é complicado nese sentido tambem.. minha mae acho q saca q sou bi, mas nem comento isos com ela, apesar que ja tive vontade de dizer q sou mas prefiro meninas, mas acho q pelas minhas atitudes ela já percebeu isso, então deixo rolar, deixo quieto, no ar, mas sinceramente, ja pensei em dizer com todas as letras. Acho q mesmo sendo bi, se vc se identifica mais com o mesmo sexo tens todo direito de assim permanecerm, nisso ela não interfere 🙂 e o foda é quand ovc se apaixona por uma lésbica, q aparentemente é preconceituosa com bissexuais, o q fazer? Ficar na sua ou ariscar contar a real, mas deixa-la sacar q não é esse oba oba ou indecisão toda como elas pensam e faze-la ver q ela não vai ser ‘trocada’? Penso q se ela gostar de ti, te dará chance de ser ouvida e confiar em vc e em seus sentimentos por ela. Mas acho que ser homo é muito mais facil.

  3. mariana disse:

    Amanda, cada dia mais fico feliz em ver pessoas como vc, que acredita que algum dia teremos uma certa liberdade de expressão, infelizmente hj as pessoas tem medo sim e acabam vivendo com mascaras, e o pior que forçadamente! Eu por exemplo, se contar para minha família serei expulsa de casa com toda certeza do mundo, então prefiro ficar na minha e esconder meus verdadeiros sentimentos.

  4. […] Dany em Ser homossexual ou bissexual e ter medo de ser feliz […]

  5. janaina disse:

    Com certeza essa lista é bem mais extensa.
    Sabe, em meio a tantas dificuldades e preconceitos, hoje em dia é mais fácil.
    Minha mãe (ela tem 59 anos e é hétero) tem 1 amiga que é louca de amor por ela, e essa mulher já admitiu para a minha mãe em off (a mesma é casada com um homem faz anos, é uma senhora de idade).
    Estávamos um dia conversando aqui em casa, e ela nos deu a entender que nunca teve um orgas** . Acho isso tão triste, paro e penso, que triste para ela, tem quase 60 anos, anos de preconceitos dela com ela, quantos desejos reprimidos? quantos anos não vividos? quantos anos se anulando?
    Quando eu estava começando a me apaixonar pela minha namorada essa senhora amiga da minha mãe, foi o meu maior exemplo para eu me aceitar, vendo a vida dela, eu sinto mais forças ainda para nunca me anular, para sempre ser sincera com o que sinto.
    Sinto que ao me assumir, algo que estou fazendo aos poucos, mostrando para as pessoas a cumplicidade que tenho com a minha namorada, a nossa comunhão, nosso respeito, e acima de tudo, o nosso amor, estaremos contribuindo para um mundo menos preconceituoso, um mundo mais livre..chegaremos lá, com fé em Deus.

    • Dany disse:

      Lembrei do jingle politico do Afif “juntos chegaremos lá!” adoro dessa frase, bem incentivadora ^^!!

    • Coelha disse:

      Muito interessante o seu depoimento Janaina,e realmente triste essa senhora,imagine o vazio de uma vida assim,sobrou só o arrependimento e a frase “eu devia ter tentado” martelando na cabeça,me serviu de incentivo tb,bjusss.

  6. Just me disse:

    Nunca me envolvi de fato com mulheres, mas já me senti atraída e confesso que sou apaixonada por uma que nem vejo mais, tipíco amor impossível. Sei que se decidisse assumir meus sentimentos sofreria bastante por causa da minha família e da própria sociedade. Mas, penso que ficarmos infelizes por causa dos outros é bastante complicado, nas situações em que o problema está nos sentimentos da outra pessoa, tudo bem…mas quando as duas pessoas se gostam e se querem, mesmo enfrentando problemas, tem que lutar e ponto final.

  7. Carolina disse:

    Eu contei de logo de cara pra minha mãe o que estava acontecendo, sabe? Desde a epoca que a gente ainda ta confusa sobre tudo. No inicio foi mo barra, por eu sei a filha unica e sonho dela era me ver casando né? ela não quera aceitar de jeito nenhum. Mas, bem lá no fundo ela sabia que se não fosse assim eu não ia ser feliz, e esse periodo foi bem dificil pra mim,.Enfim, nãos ei bem em que momento aconteceu, só sei que de repente ela estava me apoiando, e hoje eu conto sobre todos os meus relacionamentos pra ela, eu sinto que nós duas ficamos mais proximas depois que eu contei.
    Eu concordo com o comentario acima, eu acho que se esse é o jeito que somos felizes temos que lutar por ela e essa luta começa dentro de casa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s