Quando a mulher quer ser o homem da relação

Publicado: 28 de setembro de 2012 em Bissexualidade feminina, Mundo LGBT
Tags:, , , , , , , , , ,

Tenho uma amiga que sempre brinca comigo sobre o meu namoro com uma mulher:

– “Quem é o homem da relação?”
– “Não existe homem na relação, justamente porque são duas mulheres”, respondo sempre também em tom de brincadeira.
– “Mas precisa ter um homem… é você então, vai”, ela brinca de volta.

Essa brincadeira ilustra bem o que muita gente acha sobre um namoro homossexual. Em relação aos homens, um precisa ser mais afeminado e o outro mais másculo. E no caso das mulheres, muita gente julga que uma precisa fazer o papel masculino.

Isso não é verdade para muitos casais. É o caso do meu namoro. As duas são femininas e não precisam mostrar nenhum trejeito masculino para construir a ideia de um casal “heterossexual”.

Ao mesmo tempo, há muitos casos em que isso acontece. Conheço uma mulher de 40 e poucos anos que é casada há alguns anos com uma mulher da mesma faixa etária. Uma delas é bem masculina, tem os cabelos curtos, trejeitos masculinos e até fala como homem.

Outro dia, a mais feminina começou a me confidenciar algumas coisas sobre a relação. Uma das confidências era bem surpreendente. Enquanto ela fazia todas as tarefas domésticas em casa, a masculina não mexia uma vassoura. “Ela nasceu no corpo errado”, me contou a feminina.

Elas estavam enfrentando uma crise por conta disso. Na verdade, acho que a masculina nem sabia dessa crise, mas a feminina estava nitidamente insatisfeita com a situação.

“O que eu devo fazer?”, ela me perguntou. Eu disse para conversar com a esposa abertamente. Ela respondeu que não queria conversar sobre o assunto. “Ela deveria perceber esse tipo de coisa. Quando eu pego a vassoura, ela já deveria saber que precisa me ajudar. Não é algo que preciso falar, não é?”.

Na verdade é algo que precisa ser falado sim. Às vezes, a pessoa está deixando de fazer algo e ela nem percebe. O que para nós pode parecer algo simples e habitual, pode não fazer parte do mundo da outra pessoa. Às vezes a mãe dessa mulher masculina sempre fez tudo pra ela, ou às vezes ela acha que a sua esposa gosta de fazer isso e pronto, ela não precisa ajudar.

Também quero deixar claro que não estou aqui atacando os homens. Muitos deles são exemplos em casa: arrumam, lavam, passam, cozinham, etc.

Mas não podemos negar que ainda vivemos em uma sociedade machista. O pior de tudo é que muitas mulheres ainda colaboram com esse pensamento. Muitas avós e senhoras ainda falam que “não se fazem mais mulheres como antigamente” e apontam o dedo para as novas mulheres “independentes” , que querem dividir as funções com os maridos. Para elas, isso é um absurdo. O homem precisa ser servido.

Felizmente, o mundo está mudando. Mas algumas pessoas ainda não se deram conta disso. É uma pena que algumas mulheres  queiram incorporar a pior parte do lado masculino diante de tantas qualidades que os homens têm.

Você passa ou já passou por isso?

Anúncios
comentários
  1. mari disse:

    muito bom concordo

  2. Joana disse:

    Muito interessante Amanda. Agora deixo-te uma questao e a ti e ao resto do pessoal que, como eu, acompanha o teu blog.
    Será que as pessoas que perguntam quem é o homem na relaçao, numa relaçao entre duas mulheres, nao estao a demonstrar um certo preconceito nem que seja insconscientemente, como se nao fosse possivel duas mulheres terem uma relaçao como mulheres sem nenhuma delas querer ser um homem?
    Coloco a mesma questao para o caso de relacionamento entre 2 homens, quando ha pessoas que acham que um tem de ser ” a mulher” do casal.
    Será que isso nao é uma forma de preconceito por supostamente o mais comum na sociedade ser o casal homem-mulher?
    Porque é que numa relaçao entre 2 homens ou entre 2 mulheres um tem de encarnar a mulher ou o homem da relaçao?
    O que axam do que falei?

  3. Erica disse:

    Ai Amanda, você que está pensando em morar com a sua namorada, escute o que digo: não há nada que mine mais uma relação do que estas picuinhas de casa. Te falo pois é uma questão tão sutil e que as vezes não é percebida, mas que ao longo do tempo faz um estrago tremendo. Eu hoje, você sabe, tenho dois filhos muito pequenos que precisam de mim pra tudo. Eu faço tudo por eles durante a semana e no fim de semana também. Então imagina um homem (ou mulher que seja) que fica no computador enquanto você tem que dar remédio, escovar dente, dar comida, brincar, dar banho, arrumar etc…Isso porque tenho empregada e babá durante a semana. Se não tivesse, certamente já tinha entornado o caldo. Então procuro não arrumar briga a toa. Mas tem dias que são terríveis. Fico muito cansada, só quero dormir. Entendo perfeitamente a sua amiga que acha que não é preciso falar. Será que eles (elas) não percebem? É preciso falar? Acho pior ficar falando toda hora, ô fulano, dá uma mãozinha aqui. Isso tinha que partir dele. Agora só um detalhe: dele eu aturo, porque é marido, casado de anos e pai dos meus filhos. De mais ninguém nessa vida eu aturaria isso. Beijos, tô muito chata, muito coroca, falando isso aqui.

    • Polly disse:

      Boa Tarde meninas! Acredito que não deve existir isso de quem é o homem da relação,como qualquer relação tem que haver cumplicidade e colaboração de ambos os lados.Em relação às tarefas de casa,tem que haver divisão,não precisa nem falar,tem que se ajudar e cada uma fazer sua parte,concordo com a Joana,isso é algo enraizado em nossa sociedade machista e muitas mulheres,mesmo que inconscientemente,cultuam isso.Em relação à intimidade,tb não existe isso,pelo menos não deveria existir,a troca é mútua.Concordo com a Erica,essa história de ficar pedindo uma mãozinha é um saco,a outra pessoa tem que se tocar mesmo e saber que é preciso dividir as tarefas.
      Mas é isso,toda convivência é complicada mesmo,por isso que digo sempre,casamento bom é aquele onde cada um fica em sua casa rsrs eu bem que sempre quis um assim,mas minha proposta não foi aceita rsrs
      Bejs meninas!

  4. larissa disse:

    eu acho qe nao dever ter um homem ou uma mulher na relaçao entre bissexuais. qual mundo machista.eu tenho 15 tenho e tenho uma namora que minha mae nao sabe ainda na nossa relaçao somos duas meninas afeminadas e ficamos como duas meninas comuns. eu sou a que tem aquela atitude primeiro a que tem mais pegada mais isso nao significa que eu seja o homem da relaçao

  5. fany disse:

    gente eu qeria falar sobre minha primeira experiencia com mulheres.
    havia uma baita festa de18 anos, nela ia quase minha escola inteira.chegando na festa eu conheçi a “pricila” ela era bissexual e eu heteró, mais sempre tive curiosidade de beijar uma mulher.então ela fico me olhando e me abraçando a festa inteira quanta estava quase amanhecendo todo mundo bebado,ela me chamo pra ir no banheiro ai eu fui sem maudade,ela me beijou e eu adorei, agora eu amo ela.adorei esse blog parabens.

  6. danniel disse:

    Mulher sempre teve inveja dos homens, é notório isso….

  7. danniel disse:

    A mulher carrega em si o dom de ser mãe, dona de casa e o dom de educar seus filhos…Deus deixou isso pra elas…Mas estão querendo mudar essa realidade apenas pq morrem de inveja da liberalidade do homem. É triste, mas é verdade. : /

  8. Hevelyn Hespanhol disse:

    Esse post, lembrei de um amigo meu! Tipo, ele sabe cozinhar, arrumar, lavar… Enquanto a mãe dele trabalha, ele está cuidando da casa. Eu acho algo impressionantemente, e ele não faz isso só por que a mãe dele obriga, ele faz isso por que ele ama! Ele cozinha que é uma beleza. E tipo, eu falo que não sei cozinhar, mas é mentira, sei fazer algumas coisas, só que, não sou muito fã!
    Às vezes esse meu amigo me chama para ir na sua casa por que quer cozinhar pra mim, já fui na casa dele e comi bolo, doce de leite, canjica, pipoca, tereré, sorvete, café, gelatina com creme de leite e leite condensado… Tudo que você imaginar, e foi tudo ele que fez!

    kkk Infelizmente, eu sou daquelas que odeia fazer serviço de casa, e é obrigada pela mãe, kkk diz ela que nasci para ser empregada dela! Fazer o que né!
    Beijocas pra vocês!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s