Como saber se sou gay ou bissexual? Entenda-se melhor

Publicado: 15 de julho de 2012 em Bissexualidade feminina, Bissexualidade masculina, Mundo LGBT
Tags:, , , , , , , , , , , ,

Quando descobrimos que não somos heterossexuais, o nosso mundo pode cair por alguns dias, meses e até anos… Tem gente, aliás, que nunca consegue lidar com esse sentimento.

Mas quando percebemos que é possível falar com naturalidade sobre o assunto, tudo fica mais leve. Conseguimos nos libertar e sentir que podemos ser quem realmente somos.

Não é tão fácil para algumas pessoas. Na minha casa foi mais tranquilo, porque a minha mãe é maravilhosa. Uma mulher que sempre teve a cabeça aberta, me ensinou a não ter preconceito com ninguém e sempre tratou QUALQUER pessoa da mesma maneira. Ela me ensinou muito sobre a vida e sobre as pessoas. Passar por essa aceitação foi mais fácil, em grande parte, por causa dela. As minhas amigas também me ajudaram muito. Em todos os momentos me senti acolhida e sempre tive com quem conversar sobre o assunto.

Mas sei que a mesma coisa não acontece com todas as pessoas. E sei que provavelmente esse blog e outros sites que você frequenta são as únicas maneiras de libertar o que você realmente sente. Saiba que você não está sozinho(a). E comece a entender, a partir de agora, que é possível ser feliz de verdade sendo você mesmo.

O vídeo abaixo é muito inspirador para quem precisa começar a lidar com a homo ou a bissexualidade com mais naturalidade. Os personagens são gays assumidos. Eles contam como foi a fase de aceitação, a dificuldade em falar para a família, amigos e colegas de trabalho e como essa “libertação” os deixou mais felizes.

O resultado é uma obra-prima. Altamente recomendável para quem precisa aceitar um gay em casa ou no trabalho ou para quem tem vontade de se assumir.

Anúncios
comentários
  1. Van disse:

    mt bom o video!

  2. Suelen disse:

    Muito bom messssssssssmo.. amei, mas ainda nao sinto vontade de falar pra minha familia, e acho que nunca farei isso. ^^

  3. disse:

    Sinceramente, para mim o mais difícil nem foi me aceitar como bissexual, mas sim lidar com a reação das pessoas. Apenas um grupo seleto de amigos meus sabe minha opção sexual; infelizmente, muitos se afastaram por isso. Minha família nem imagina. Sou muito jovem e eles, muito carolas! Prefiro esperar mais alguns anos para evitar desavenças e sofrimento. É duro, até porque são poucos os que entendem. As pessoas acham que bissexualidade é sinônimo de infidelidade, que um bi sempre vai ter dois parceiros, um absurdo. Eu, por exemplo, sou mulher, tenho um namorado também bi e nunca o traí, nem com mulheres, nem com homens. Por vivermos situações semelhantes, somos muito unidos e nos entendemos bem. A confiança é mútua.
    Enfim, me identifiquei muito com o post. Espero realmente que, um dia, as pessoas de quem gosto não me julguem por minha opção sexual.

  4. Dany disse:

    É impressão minha ou toda (ou quase toda) bissexual demora mais para assimilar sua atração por mulheeres em função do interesse primario por homens? O condicionamento e a suposta obrigação pra ter um namorado com certeza atrapalham e ignoram essa atração por mulheres, por isso a maioria fica confusa e espera sentir algo mais forte do q só vontade de beijar pra ter mais certeza, digo isso pq vc não é a primeira e nem a ultima bi a dizer q antes so pensava em beijar mais mulheres por ter gostado da sensação inicial, mas ainda não havia se apaixonado!! mas o desejo de beijar já é um forte indicio e um começo.. de algo q talvez dure a vida toda!! Começa aos poucos pra depois se tornar algo mais intenso!

  5. Dany disse:

    Completando, por isso muitas aqui ‘achavam ser heteros’, ta explicado!!

    • blogsoubi disse:

      Isso mesmo, Dany. Eu também achava que era totalmente hetero, apesar de lá no fundo saber que eu queria muito beijar uma mulher. Isso só muda quando você abre a sua cabeça para esse “novo mundo”.

  6. ivanilda disse:

    sou lésbica,mas to com muitas duvidas para me assumir,minha mãe meio que já desconfia disso,mas ela não tem preconceito,por que na minha família o que mais tem é lésbica,eu quero criar coragem e falar que sou lésbica.Adorei o blog,beijos ivanilda

  7. matheus disse:

    gostei mas ainda nao tenhu coragem de me assumir

  8. alcemar disse:

    Oi….. Amei o video!!!! Acabei de fazer 18 anos ñ tenho total conforto ainda em falar no assunto no inicio pensei q fose dificil pra mim ainda ñ sou assumido mais ñ escondo de ninguem o k sou conheci uma psoa adoravel a pouco tempo ele tambem tem 18… Ajente se ama e somos felizes com nossa preferencia apesar q quase ninguem sabe!!!!!!

  9. Kelly disse:

    fikei com uma meninas ah alguns dias, conheço a 2 meses ela, e ja estou completamente apaixonada por ela, só que não sinto nenhuma atração por outras mulheres fora ela e ainda gosto de homens.. não seii o que soou. By: kelly 17 anos

    • Dany disse:

      Kelly, com o tempo e com as experiências vc descobrirá o q pe, procure não se desgastar com isso, ok? Mas penso q no momento só ela te a\trai pq vc está envolvida emocionalmente, mas se vc for bi msm, provavelmente virá a sentir atração por outras garotas futuramente alem dela.

  10. Victor disse:

    Eu sou de menor e estou tentando me assumir, sinceramente ainda não sei se sou totalmente gay, Tenho muita vontade de beijar um homem e experimentar de tudo com um homem, mas também sinto atração por mulheres não é tanta como sinto por homens, mas não sei se é pq nunca tive a oportunidade de beijar um homem e com mulher ja fiz isso varias vezes, mas quando saio não fico querendo beijar uma mulher e sim ser agarrado por um homem, quando vejo um filme porno heterossexual fico escitado e quando vejo um homossexual também fico, queria saber se isso acontece com todos os gays ou se sou bi mesmo… Em??????

    Ps: nunca tive uma relação sexual…

    • Dany disse:

      Vc nunca se relacionou sexualmente com mulher tb? Pq n teve oportunidade com homem? Pq não encontrou algum q te desse chance ou ainda n rolou uma quimica da sua parte com alguem q tentou chega em vc?

  11. disse:

    Meu pai é machista, racista e não gosta de gays, porém não discrimina, não passa de preconceito.
    Minha irmã sempre que pode me chama de “sapatão”. Um dia meu pai disse algo tão absurdo sobre as lésbicas que eu quis enfiar minha cara em um buraco e nunca mais sair, agora imagina o que ele falaria se eu me assumisse, penso seriamente em me assumir mas tenho muito medo da reação das minhas amigas (que acham nojento as lésbicas) os meus e os amigos dos pais, porém acho que pra minha irmã já tá quase na cara.
    Eu tenho, tinha, uma prima lésbica que sofreu muito com a opinião da minha tia (mãe dela), eu pensei em falar com ela por ela ser mais experiente, aí de repente, ela aparece grávida.

    • blogsoubi disse:

      Jú, realmente fica mais difícil quando temos pessoas preconceituosas ao redor. Geralmente, quando a situação é essa, as pessoas esperam para ter independência financeira. Dessa forma, você pode viver sua vida sem precisar da aprovação de ninguém. Mas você pode sempre exigir respeito e quem sabe um dia eles aceitem. Não tem ninguém na sua família com quem você possa conversar e pedir ajuda?

      • disse:

        Concordo com vc, obrigado por me responder!
        Não, não tem ninguém, acho que vou me abrir pra minha melhor amiga, pelo menos ela não tem preconceito.

  12. Bruno disse:

    Vídeo bacana,muito por sinal. Gostaria de tentar compreender esse meu interesse pelos dois sexos e desde os 17 anos venho tentando,hoje estou com 25 e me relaciono muito mais com garotas do que com caras (foram apenas dois e apenas beijamos). Ultimamente estou ficando com as garotas simplesmente porque elas dão em cima e eu não quero que os meus amigos ou a minha familia percebam que eu não quero, mas não fico por vontade própria.Inclusive uma delas que ja conheço e me relaciono a cerca de uns 2 anos comprou um par de alianças para usarmos pois diz estar completamente apaixonada por mim,então não sei o que fazer pois além de não amá-la ainda tem a questão da bissexualidade.Sinceramente eu to pensando em sumir,refletir por um tempo a respeito das decisões que eu devo tomar e depois voltar pra realidade. Caso queira opinar ficarei grato porque não tem ninguém pra quem eu possa falar a respeito disto aqui e não sei porque encaro isso como um problema ja que trata-se de algo tão normal nos dias de hoje.

    • Joana disse:

      Oi Bruno! Tudo bem?
      Mas tu por mulheres tb sentes atracção? Apenas pergunto porque no texto disseste que so tens ficado com meninas porque elas têm dado em cima.
      Assumirmos para nós proprios e para os outros nunca é facil.
      Se não gostas da menina não namores com ela. Dizer Não, nao é facil as x, porque nao queremos magoar os outros mas tens de pensar em ti, no que te faz feliz, no que queres, no que te faz vibrar.
      Se namorares com ela só por namorar, só por dizeres que tens uma namorada ou pra ela ficar contente isso nao dá certo. Não dá porque não estas ali inteiro, feliz e também assim ela tb nao ficará feliz. É tempo que perdem quando podiam estar os dois com alguem que gostem.
      Pensa nisso.

    • Eduardo disse:

      Bruno, ja passei por situação semelhante, tambem tento entender o meu interesse pelos dois sexos, mas nos meus namoros com mulheres sempre sem excessão foram incompletos, na minha opinião um relacionamento pra dar certo tem que ser aberto e sincero sem segredos nenhum, e eu nunca contei pra nenhuma namorada que eu ja fiquei com homens, então ou eu acabava traindo, ou terminava antes de magoar… Hoje não me prendo a ninguem por defesa mas sempre beijo tanto um rapaz de 18 anos a um ano, como fico com mulheres todo final de semana, ja fui pedido em namoro tanto por mulheres e disse não, como por homens que eu tambem disse não, ja me ofereceram coisas como casa ou carro,viagens.. mas não sou garoto de programa como tambem não estou a venda. então assim, sumir pra pensar pode não responder todas as suas duvidas, apenas te afastar de pessoas que te pressionam. Abraço

  13. Hevelyn Hespanhol disse:

    Cara… Sinceramente, muito bom! Esse vídeo ensina a gente que nada é conforme pensamos… Chega a ter a vontade de contar pra quem você sempre quis contar! Eu sou bissexual… Sou mesmo, e não tenho preconceito com isso. Só que ainda estou sofrendo as mudanças…

    Já contei para todos meus melhores amigos e todos aceitaram! E não mudaram nada a relação a nossa amizade. Os meus amigos até comentam comigo sobre algumas garotas kk, E a minha amiga as vezes perguntava se aquela parecia uma boa menina, amo meus amigos!

    Agora espero conseguir contar para minha família, mesmo eles tendo muito preconceito sobre isso. E vou conseguir isso, sei que vou! Tenho confiança… E espero que muita gente também tenha! ^^

    Beijocas, e amei muito esse blog, continue assim, que você irá longe! E todos nós que estamos acompanhando irá continuar crescendo junto a ti!

  14. Diogo disse:

    Bom eu tenho 15 anos …acho que sou gay pq tenho mais amigas do que amigos.quando vejo um garoto bonito eu me êxito..as vezes tenho vergonha de min…minha family é muito precomceituosa…o q fasso?

  15. Eduardo disse:

    Tenho 20 anos, sou bissexual, minha atração maior sempre foi por mulheres, ao longo da minha adolecencia eu sempre falei pra mim mesmo que era apenas fase, mas acho que não, meus amigos, minha familia, no meu trabalho, ninguem sabe que sou bi. O que me alivia um pouco é que minha mãe sabe, mas ela não conversa sobre. Sou muito tranquilo, eu sempre me odiei por isso, mas ja tive 2 namorados discretos e bissexuais, não gosto de gays assumidos, afeminados, mas respeito por entender um pouco. Sou do tipo que não dou pinta, nos meus relacionamentos com mulheres sempre fui quase o cara ideal, se não fosse por ser bi. Mas ainda estou levando como posso, feliz feliz eu não sou, mas nunca precisei procurar por homens ou por mulheres, tenho dois amigos que sabem de mim, e eles são tambem, então tenho com quem conversar, não frequento lugares GLS e nem quero, isso seria contra eu ser discreto.

  16. luiz henrique disse:

    eu n tenho vontade tenho medo,agustia e sinto isolado porque tenho medo se alguma coisa vai mudar na minha vida relacionamento com todas as pessoas que amo e conheço no mundo n tenho vontade de contar para meus pais .

  17. Otton disse:

    Eu realmente não sinto vontade de contar pra minha família o que eu sou simplesmente por conta do preconceito, a minha família nunca aceitaria ter alguém diferente vivendo entre eles. Eu até falaria para os meus amigos mais próximos mas tenho medo de que algum deles espalhem por ai, ou seja, quero contar mas as pessoas que estão a minha volta não me ajudam e isso é a pior coisa que pode acontecer ( seus melhores amigos não te aceitarem ).

  18. Renan disse:

    Eu jah consegui contar pra algumas pessoas tipo minha mãe, tia madrinha e outras pessoas, sinto a nessecidade de ser como soou mas e dificiil, pois msm jah sabendo quem, e como sou tenhu esperança de que em algum momento eu consigo deixar de ser gay, mas ao msm tempo tenhu vntd de dizer SOU GAY SIIM, E SOU MUITO FELIZ POR SER ASSIM.

  19. Tomaby disse:

    Boa tarde: Bastante oportuno este blog! Relatando uma das coisas mais discutíveis existentes… Ainda mais envolvendo SEXO. Houve um programa da MARILIA GABRIELA onde uma pessoa ká abordou isso – mais de gente ASSEXUADA; e de DENOMINAÇÕES para isso. Se aprende e muito. A sexualidade humana (como a dos ANIMAIS) é bastante complexa. Há coisas recentes tipo TRATAMENTO ANTI GAY… Será que existe TRATAMENTO ANTI HETERO? Ou devendo existir TRATAMENTO ANTI BI (imagino que quem queira fazer isso queira EXCLUIR SUA SEXUALIDADE). Muito se evoluiu quanto a isso (antigamente, havia PUNIÇÕES SEVERAS mesmo: além de existirem países que PUNEM PESSOAS por tais comportamentos). E tudo o que deriva do sexo (aborto/virgindade/prostituição/casamento/vários tipos de relações/ou até mesmo ESTUPRO)_gera bastante polêmica. E isso é confundido com ATITUDES (tipo a pessoa querer aderir COMPORTAMENTOS DO SEXO OPOSTO_tipo TRANSFORMISMO, afins). São coisas questionáveis mesmo. Tchau, T.

  20. Maria disse:

    Então…até um mês atrás sempre me considerei hetero, namorei um homem por 3 anos e nunca havia ficado com uma mulher. Só que no fim de uma noite regada de bebida, a irmã da melhor amiga me beijou e eu acabei retribuindo. Depois agimos como se nada tivesse acontecido. Só que a partir daí, comecei a sentir vontade de beijar ela novamente e outras mulheres, mas apenas beijar, não ao ponto de transar. E eis a dúvida que não me deixa em paz…sou bissexual? Aaa, e será que ela ficaria comigo novamente?

  21. Maria disse:

    Então…até um mês atrás sempre me considerei hetero, namorei um homem por 3 anos e nunca havia ficado com uma mulher. Só que no fim de uma noite regada a bebida, a irmã da minha melhor amiga me beijou e eu acabei retribuindo. Depois agimos como se nada tivesse acontecido. Só que a partir daí, comecei a sentir vontade de beijar ela novamente e outras mulheres, mas apenas beijar, não ao ponto de transar. E eis a dúvida que não me deixa em paz…sou bissexual? Aaa, e será que ela ficaria comigo novamente?

  22. Pedro disse:

    Encontrei este vídeo esta semana quando minha psicóloga me deixou com uma pulga atras da olhera. Pensei em várias coisas e uma delas foi, será que sou mesmo gay? Ao ver o vídeo me identifiquei com algumas respostas e estou no momento chorando um pouco, só que não sei me explicar bem o que aconteceu. Tenho já 32 anos, já tentei me relacionar com poucas mulheres antes, nada que durasse, sinto alguma atração por algumas delas, mas também gosto muito de ficar na presença de homens, porém é aquela coisa, sou muito diferente deles e quando o assunto entra em mulheres, fico completamente perdido e não consigo disfarçar, apenas sair de fininho da conversa. Esta sendo difícil agora porque eu mesmo frequentando baladas gls com amigos gays nunca me senti como um gay, nunca me vi sendo como eles, seus trejeitos, porém mesmo naquela época me lembro de ter achado alguns carinhas interessantes só que os via como possível amigo. Pois é, tanto tempo se passou e ainda não sei quem realmente sou.

    • Paulo disse:

      Pedro, me sinto exatamente como você, tenho 25 e a pouco tempo caiu a minha ficha do que eu sou, só que essa ficha veio com dúvidas se sou gay ou bi, na verdade acho que sou gay, mas quero acreditar que sou bi.
      Nunca na vida eu beijei um cara, nunca me apaixonei por um cara e nunca me imaginei beijando ou namorando um cara.
      Nunca senti desejo por meus amigos, nunca me apaixonei por nenhum deles, mas eu também me sinto diferente deles, não consigo falar de mulheres como eles falam, não sei como falar e o que falar e pra piorar ainda não gosto de futebor. Só que eu gosto de ficar perto deles, me sinto mais homem, me sinto mais hétero por estar no meio dos heteros fazendo coisas que heteros fazem quando se juntam.
      Eu namoro a 8 anos e penso que se eu fosse gay eu teria nojo dela, principalmente de fazer sexo oral com ela, e eu não tenho nojo, muito pelo contrário, eu adoro! Porém não fico me imaginando fazer isso com outras mulheres, eu me imagino beijando outras mulheres e tenho vontade de ficar com outras mulheres, mas acho que esse desejo não tão sexual como o desejo que tenho por homens.
      Nunca me imaginei ficando com outro cara, nem beijando nem transando, a única coisa que eu tenho vontade de fazer com homens é me masturbar perto deles, só isso, não gosto de sexo anal em hipótese alguma, nem com mulher, não gosto de bunda como todos os brasileiros, gosto de peitos, amo seios femininos, mas a vontade que tenho de beijar um par seios femininos é menor que a vontade que tenho de me masturbar com outro cara.
      Já percebi que sexualidade da gente não se resume apenas em gay, hetero ou bi. É algo tão completo e tão dificil. E as pessoas já te julgam por algo que nem você sabe o que é.
      De um tempo pra ca, algumas pessoas perguntaram se eu sou gay, e isso me deixou muito tenso, neguei e depois fiquei tentando imaginar de onde eles tiraram essa conclusão, em que momento deixei eles perceberem, onde será que eu estou aparentando ser gay, não acho que seja a voz, talvez seja mais pelo papo, não faço ideia, e isso de são saber porque as pessoas perguntaram se sou gay me deixa muito nervoso.
      Tenho medo de dizer que sou gay e perder meus amigos, eu vivi uma infancia de bullynig e eu não tive amigos da infancia e na adolescencia, então perder meus amigos ou até se eles mudarem a forma como me tratam, me deixaria extremamente triste. Será que vale a pena aceitar uma felicidade e abrir mão de outra?

      É muito dificil tudo isso =/

    • ptholedo disse:

      Pedro, me sinto exatamente como você, tenho 25 e a pouco tempo caiu a minha ficha do que eu sou, só que essa ficha veio com dúvidas se sou gay ou bi, na verdade acho que sou gay, mas quero acreditar que sou bi.
      Nunca na vida eu beijei um cara, nunca me apaixonei por um cara e nunca me imaginei beijando ou namorando um cara.
      Nunca senti desejo por meus amigos, nunca me apaixonei por nenhum deles, mas eu também me sinto diferente deles, não consigo falar de mulheres como eles falam, não sei como falar e o que falar e pra piorar ainda não gosto de futebor. Só que eu gosto de ficar perto deles, me sinto mais homem, me sinto mais hétero por estar no meio dos heteros fazendo coisas que heteros fazem quando se juntam.
      Eu namoro a 8 anos e penso que se eu fosse gay eu teria nojo dela, principalmente de fazer sexo oral com ela, e eu não tenho nojo, muito pelo contrário, eu adoro! Porém não fico me imaginando fazer isso com outras mulheres, eu me imagino beijando outras mulheres e tenho vontade de ficar com outras mulheres, mas acho que esse desejo não tão sexual como o desejo que tenho por homens.
      Nunca me imaginei ficando com outro cara, nem beijando nem transando, a única coisa que eu tenho vontade de fazer com homens é me masturbar perto deles, só isso, não gosto de sexo anal em hipótese alguma, nem com mulher, não gosto de bunda como todos os brasileiros, gosto de peitos, amo seios femininos, mas a vontade que tenho de beijar um par seios femininos é menor que a vontade que tenho de me masturbar com outro cara.
      Já percebi que sexualidade da gente não se resume apenas em gay, hetero ou bi. É algo tão completo e tão dificil. E as pessoas já te julgam por algo que nem você sabe o que é.
      De um tempo pra ca, algumas pessoas perguntaram se eu sou gay, e isso me deixou muito tenso, neguei e depois fiquei tentando imaginar de onde eles tiraram essa conclusão, em que momento deixei eles perceberem, onde será que eu estou aparentando ser gay, não acho que seja a voz, talvez seja mais pelo papo, não faço ideia, e isso de são saber porque as pessoas perguntaram se sou gay me deixa muito nervoso.
      Tenho medo de dizer que sou gay e perder meus amigos, eu vivi uma infancia de bullynig e eu não tive amigos da infancia e na adolescencia, então perder meus amigos ou até se eles mudarem a forma como me tratam, me deixaria extremamente triste. Será que vale a pena aceitar uma felicidade e abrir mão de outra?

      Está sendo muito dificil passar por tudo isso,tenho dúvida se eu realmente deveria contar pra minha namorada que a gente não pode mais ficar junto, contar pros meus amigos, para eles nunca mais me chamarem para ir num churrasco, e nem falar mais “e ai viado, como ce ta?” igual os heteros falam entre si, se eu contar pras pessoas vai mudar tudo, não vou mais estar no meio do universo hetero, não vou consegui me relacionar com outras mulheres futuramente, e só vou fazer amizade com gente gay, gente que rebola, que fala alto, que chama atenção, que tem a voz mole e que só frequenta balada gls.

      Não quero estar no meio do mundo gay, não me identifico com isso!

  23. leandra disse:

    Adorei deu vontade de me assumir

  24. Isabela disse:

    Amei o vídeo, eu realmente estava precisando ouvir isto,estou enfrentando uma barra muito difícil em relação aos meus pais,tenho 16 anos,dependo totalmente deles, e eu sou bissexual e eu namoro com uma garota a 4 meses, e meus pais descobriram através do Facebook,desse meu relacionamento, e nossa, foi uma decepção enorme, adoeceram, a minha mãe parou de falar cmgo, meu pai ta,tipo super depressivo, o clima muito tenso tomou conta da família, e eu não assumi ainda, meus pais são evangélicos,e na família não tem caso disto,gente minha vida ta um inferno, eu estou tentando esta de pé,cabeça erguida,mais é difícil p/ caramba,fui proibida de ter algum contato com minha namorada, e apesar do vídeo dar uma força, p/ gente assumir, a realidade pra algumas pessoas é bem diferente,infelizmente, acho q só vou assumir,quando tiver minha vida independente,pq assim não vou precisar tanto da aprovação dos meus pais,pq sei q eles nunca irão aceitar, e eu preciso ser feliz.
    Mais enfim, amei o video, é bom p/ qm acha q ta nessa sozinho, q é o meu caso.

    • Carol disse:

      Nossa, Isabela…! A tua situação é realmente difícil de lidar, mas eu diria a você que continuasse mansa, “tranquila” com os teus pais. Porque qnd os pais querem, eles sabem ser árduos. Pois então, continue assim, na tua… Se eles pegarem pesado irão ver q te fazem sofrer.. e cá pra nós, a última coisa no mundo q os pais querem é nos ver sofrer, ainda mais ser a causa do nosso sofrimento. Deixe a poeira baixar. Não provoque, pois eles estão sim abalados.. e podem piorar td.. bj

  25. Simone disse:

    Contei há anos para minha mãe que até hoje faz de conta que não ouviu nada…converso abertamente hoje com os meus amigos realmente próximos, mas foram anos sem ter com quem falar ou sem coragem de fazê-lo. Como estou em um relacionamento com alguém do sexo oposto
    não saio dizendo “Oi! Também gosto de mulheres!”. Mas me afasto ou mantenho um convívio compulsório tipo estritamente necessário com pessoas que demonstram ser preconceituosas e , principalmente, intolerantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s