Por que duvidamos tanto da nossa bissexualidade?

Publicado: 9 de julho de 2012 em Bissexualidade feminina, Bissexualidade masculina
Tags:, , , , , ,

Uma das primeiras perguntas que costumo receber quando alguém entra no blog é: será que sou bissexual?
As pessoas me contam que têm vontade de beijar alguém do mesmo sexo ao mesmo tempo que ainda sentem desejo pelo sexo oposto.

As histórias são sempre parecidas. As meninas costumam contar sobre o desejo em beijar uma amiga ou sobre a atração que sentem ao observar mulheres nas ruas. Nos relatos, é possível perceber o quanto essas garotas têm vontade de se envolver com outra mulher. Então, por que a dúvida sobre a bissexualidade? Por que essa questão atormenta tanto as pessoas?

No fundo, temos medo da reprovação da sociedade. Temos medo de descobrir que somos uma pessoa que talvez os nossos pais não gostem tanto. Não queremos nos esconder no trabalho ou nas ruas. Simplesmente, queremos ser aceitos pela maioria. Queremos ter um namorado admirado e elogiado por todos. Queremos ter uma família como nos filmes (com filhos e uma casa linda). Queremos tomar sorvete na rua de mãos dadas e nos beijar no metrô sem medo de olhares de reprovação.

A sua dúvida só existe porque você acha, no fundo, que esse sentimento é errado. E você não quer fazer algo que possa ser errado, que possa ser reprovado.

Eu sei o quanto é difícil aceitar isso inicialmente. E sei exatamente qual é a sua aflição. E a resposta que você precisa ouvir é: não é errado, muita gente faz escondido e a sociedade está caminhando para mudar esse preconceito.

A aprovação do casamento gay em alguns países (inclusive no Brasil) já mostra uma evolução da sociedade em relação a isso. Pense da seguinte forma. Em algumas épocas, as mulheres não podiam trabalhar, precisavam ser donas de casa e tinham até de aceitar a traição do marido caladas, porque era normal o homem trair enquanto você ficava cuidando de tudo na casa dele. Hoje, as mulheres conseguiram entrar no mercado de trabalho e conquistaram a sua independência. Se as mulheres de antigamente tivessem ficado paradas e com medo de serem reprovadas, a sociedade nunca teria evoluído.

O mesmo acontece com a homo e a bissexualidade. Se continuarmos querendo negar algo que somos e que pode nos fazer mais felizes, o mundo continuará com a mesma hipocrisia. Com pessoas sonhando e fazendo as coisas escondido, simplesmente porque querem agradar aos outros. Agora eu pergunto a vocês: a quem estamos tentando agradar?

Anúncios
comentários
  1. Camila disse:

    Olá,estou com certas duvidas e espero que alguém possa me ajudar.
    O meu dilema é o seguinte : Tenho 15 anos e de uns tempos pra cá, comecei a sentir atração por outras mulheres, e tem uma pessoa em especial que ta mexendo com a minha cabeça, e pra piorar a tal pessoa é a minha melhor amiga.
    Conheço ela a 2 anos e meio e sempre tivemos conversas muito íntimas, ela vai fazer 17 anos e é daquelas garotas que todo homem chega,ela é um ícone de beleza, e além do mais ela ja foi abordada por vários meninas, e ela sempre me conta que odeia isso,pq certas meninas não respeitam mesmo sabendo que ela é hetero.
    Mas comigo ela prova ao contrario, sempre em momento de descontração ela age comigo como se fosse lesbica,passa a mao em mim,nada exagerado, fala que vai me comer (ela diz nessa expressao mesmo) diz que quer meu corpo,dar pra mim…esse tipo de coisa, e eu sempre falo brincando que nao quero ela. Muitos ja perguntaram pra gente se eramos lesbicas..,e eu ja disse pra ela e outra amiga que beijaria uma garota sem problema e ela ficou calada, quando ela estava namorando fiquei com um pouco de ciumes do namorado dela e ele sentiu ciume de nos duas juntas tbm, e ela nao gostava disso, tanto que disse que entre nos dois ela preferia a minha companhia. Hoje eles nao namoram mais.
    O que vocês acham de tudo isso? Obrigada

    • blogsoubi disse:

      Oi, Camila, tudo bem?
      Pode ser que ela te considere muito amiga e por isso se sinta à vontade para fazer brincadeiras. Ou ela tem mesmo uma atração por você. Realmente não dá pra saber. Se você começar a brincar com ela também, pode tentar descobrir. Se ficar sempre “evitando” falar sobre isso, daí vai ficar mais difícil mesmo.
      Se vocês são íntimas como você falou, converse com ela numa boa e tente descobrir se é verdade mesmo que ela não beijaria uma mulher.
      Meninas, alguma outra sugestão?
      Abs e boa sorte, Camila!

    • Camila, eu tenho ma amiga que me trata assim, e bom, entre na brincadeira, na verdade tente “jogar”, faça o seguinte, quando ela começar com essas brincadeiras, va propondo que ela comesse a imaginar uma cena, tipo, fale pra ela o seguinte “tente imaginar eu e você na sua casa…”, e deixe o jogo da imaginação fluir, veja o que acontece, quem sabe vocês não se beijam quando isso acontecer, abraços boa sorte

      • Camila disse:

        Mas ela fala por si mesma direto. Ela diz que a fantasia dela preferida é de enfermeira hauahahahaha,e que vai passar mel em mim..

      • Então realize a fantasia dela ué, provoque-a de uma maneira que ela perca o próprio controle e acabe deixando acontecer ;D

      • Camila disse:

        Eu tenho medo de levar isso mais a sério,tenho medo de ela achar isso muito estranho e as coisas entre nós mudar.
        Na minha cabeça eu tenho vontade de fazer muita coisa com ela,mas quando eu fico perto parece que o meu corpo se recusa a ir adiante,e coloco na cabeça que eu não gosto dela dessa forma, vcs entendem?

      • blogsoubi disse:

        Camila, entendo você. Os nossos medos nos atrapalham mesmo. Se você gosta dela e algumas coisas já aconteceram, precisa saber se ela sente o mesmo. Assim, ninguém se machuca. É igualzinho a uma relação hetero, o que muda é o preconceito que existe dentro de nós. Se quiser, conte mais para entendermos sua história. Abs!!

      • Camila disse:

        Nunca aconteceu nada sério,apenas essas brincadeiras de ficar provocando,morder o labio uma pra outra..fazendo dança sensual…uma vez ela fez a brincadeira de me pedir em casamento..kkk
        Quando eu entro na brincadeira mais a serio ela para..ela tbm brinca assim com uma amiga nossa,mas mt mais leve,é bem basico comparado ao nosso jeito.
        Analisando uma pessoa só por essas coisas que eu disse dela,é uma tendencia dela “gostar” ?

      • blogsoubi disse:

        Camila, analisando por essas brincadeirs, realmente não dá para saber. Só se uma hora você decidir levar a sério. Mas ela pode até não gostar. É um risco… Abs!

  2. Joana disse:

    OI meninas 🙂
    Tudo bem?
    Concordo coma blogsoubi. Ah! E acho que quando ela brincar te provocando que nao lhe deves dizer que não a queres porque caso ela esteja a agir assim pra te testar e sinta atracçao por ti tu ao dizeres-lhe que nao a queres tas a ir justamente contra o que tu queres e aí é que não chegam a lado nenhum.
    Aproveita um dia que ela se esteja a meter assim contigo e pergunta-lhe se ela a ti te beijava pra veres o que ela te diz.

  3. Camila na minha opinião, você tem que deixar rolar, ela dorme na sua casa de vez enquando?? sei la tente isso, se quiser torcar e-mail comigo posso te ajudar giuliagobi@hotmail.com.. Me envie um e-mail respondere assim que receber bjo

  4. Dany disse:

    Achio ki “duvidamos” tanto pq as pessoas meio qeu exigem de nós uma posição, q vc “saia de cima do muro” , e ai vc se ve obrigada a ver o que vc “quer deverdade” , qdo na verdade há um tempo da sua vida q quer os dois, mesmo já tendo algo concreto e moldado na tua cabeça do q seria o q vc quer, ou então realmente prefere decidir por um lado depois de ter vivido tudo q vc tem direito.

  5. Dany disse:

    Sem contar que as pessoas não entendem o pq e como conseguimos sentir atração por ambos os sexos… mas perae, q tipo e explicação é essa que querem? Não há o q se explicar, a não ser a maneira como administramos ou vivenciamos isso!!

  6. Joana Fernandes disse:

    Olá. Eu tenho 20 anos e sempre fui completamente hetero. Sempre gostei de sair à noite, conhecer rapazes novos mas nunca me entreguei emocionalmente a nenhum rapaz a sério e nunca tive amigos homossexuais até que há cerca de um ano fiz muitos amigos novos e descobri que muitos deles sao gays. Ao início custou-me a aceitar. A certo ponto conheci uma rapariga lésbica, tornámo-nos melhor amigas, estávamos sempre juntas, ela contava-me as suas aventuras e eu sempre encarei isso como uma amiga. Meses depois comecei a ir com eles e ela a uma discoteca gay etc e comecei-me a aperceber que para mim ela era mais que uma amiga mas tentei evitar isso para mim mesma. Um dia tomei coragem,contei-lhe, ela disse que também sentia uma atracção por mim e chegámos a curtir e de vez em quando beijamo-nos. No entanto, nunca fomos mais além porque não me sinto bem e ela pensa sempre que eu sou hetero apesar de tudo. Hoje, dou por mim a pensar em estar com outras raparigas mas tenho medo que ela tenha sido uma excepção porque ela é super feminina e a maioria das raparigas homossexuais têm tendências menos femininas. Será que deveria experimentar outras raparigas? Esta dúvida corrói-me.

  7. Dany disse:

    “As meninas costumam contar sobre o desejo em beijar uma amiga ou sobre a atração que sentem ao observar mulheres nas ruas. Nos relatos, é possível perceber o quanto essas garotas têm vontade de se envolver com outra mulher. Então, por que a dúvida sobre a bissexualidade? Por que essa questão atormenta tanto as pessoas?”

    Então, segundo a autora do topico, a minima atração pra beijar ou predisposição para namorar em sua opinião, mesmo n tendo sido vivida (eu digo isos em termos de desejos), já se pode considerar uma garota no minimo bi, né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s